amigos no happy hour em casa

Ter a presença dos amigos em casa torna o lar ainda mais especial. Entre conversas, risadas e lembranças, é possível aproximar laços e criar experiências inesquecíveis. Além dos tradicionais almoços, jantares e churrascos, há outra excelente opção: o happy hour em casa.

A reunião acontece, normalmente, na rua, mas nada impede que ela ocorra no seu lar. Há muitos benefícios nessa decisão e o planejamento e a execução não são tão complicados quanto parecem.

Quer realizar um happy hour em casa sem dificuldades? Então, continue lendo e descubra tudo!

1. Por que fazer um happy hour em casa?

Tradicionalmente, o happy hour acontece naquele bar ou restaurante perto da empresa ou em um lugar que é viável para todos. Depois do trabalho, é a hora de se sentar à mesa e pedir para o garçom trazer porções e bebidas.

Contudo, quem adora receber visitas em casa pode e deve explorar a alternativa do happy hour no próprio lar. A opção é cheia de vantagens, tanto para quem chega quanto para quem recebe. Quer ver os benefícios?

Reúne os amigos

O happy hour é uma hora para estar com pessoas queridas, mas ao fazê-lo em casa, é mais fácil selecionar a lista de convidados. Ou seja, você consegue garantir que somente quem for especial faça parte do papo e desse momento único.

Além de tudo, é um ótimo jeito de juntar quem não trabalha no mesmo lugar, por exemplo. A casa funciona como um ponto de encontro, em que as pessoas próximas se reencontram com facilidade.

É uma excelente oportunidade para recepcionar os amigos de diferentes fases da vida sem que a participação seja inconveniente para ninguém.

Ajuda a sair da rotina

Receber amigos em casa é muito bom e é melhor ainda quando dá aquela quebra na rotina. Seja no meio da semana ou depois de longas jornadas de trabalho, contar com bom papo, companhia agradável e momentos divertidos faz toda a diferença.

Esse é um jeito especial e prático de fazer com que os seus dias não sejam todos iguais. Com o happy hour em casa, o lar ganha nova vida e você sai do modo automático de só curtir o descanso aos finais de semana ou nas férias.

Como não requer grandes esforços, a pequena reunião não atrapalhará o dia seguinte e nem exigirá um dia inteiro exclusivamente dedicado para a sua preparação.

Traz segurança e conforto

Principalmente nas metrópoles, a segurança é uma preocupação constante. Quando cai a noite, esse aspecto se torna especialmente importante. Pelo receio com o ambiente, muita gente deixa de aproveitar o happy hour da forma como deveria.

Também é preciso se lembrar de que, por mais descontraído que seja, o bar nunca é tão confortável quanto o sofá de uma sala ampla ou quanto uma varanda fresca. Com isso, transferir a reunião para a área residencial significa unir, de uma só vez, o conforto e o bem-estar a um nível de segurança elevado.

Garante a diversão estendida

Escolher um lugar tradicional para realizar o encontro, muitas vezes, é igual a ter que se preocupar com o estacionamento que fecha ou com o transporte particular que fica escasso. Em algumas cidades, encontrar um táxi vago depois de determinado horário é tarefa quase impossível. Para completar, os bares e restaurantes têm hora certa para fechar.

Tudo isso contribui para abreviar o momento de relaxamento. Justamente quando a conversa fica interessante, é chegada a hora de partir. Ao reunir as pessoas queridas em casa, isso é diferente.

Ainda que seja importante respeitar certos limites — até mesmo pelo trabalho no dia seguinte —, há uma flexibilidade bem maior. Com isso, o aproveitamento do encontro também aumenta.

Oferece total personalização

Depois que todos chegam a um consenso sobre onde ir para confraternizar, talvez ocorra de o menu não ter uma opção vegetariana ou o rótulo de cerveja preferido de um dos integrantes da mesa. A situação não chega a estragar a reunião, mas é muito inconveniente.

Quem se reúne no lar, por outro lado, tem a chance de aproveitar a total personalização. Dá para planejar o que será servido, a decoração e até a música que tocará. Com isso, todos sairão satisfeitos!

2. Como organizar um happy hour em casa?

Agora que já se convenceu dos benefícios de realizar a reunião em seu lar, é o momento de se preparar para a organização. O cuidado com a etapa faz a diferença para que tudo saia de um jeito tranquilo, divertido e longe de preocupações.

Apesar de parecer complexo, é um processo que não exige mais do que bom planejamento e conhecimento sobre quem virá à reunião. A seguir, veja o que levar em consideração e não erre.

Escolha o lugar certo

Para começar, é interessante definir onde o happy hour vai acontecer. A sala de jantar não é a escolha adequada por se tratar de um ambiente formal, voltado para um jantar em família. Em vez disso, é melhor fazer a reunião na sala de estar ou até na área externa. Se tiver uma churrasqueira ou um espaço gourmet, a varanda é uma excelente escolha.

Depois de determinar o lugar, é hora de pensar em arrumá-lo para a ocasião. Na sala, maximize os assentos, de modo a comportar o seu número de convidados. Se a área externa foi a escolhida, não se esqueça de deixar tudo bem limpo, organizado e com excelente estrutura.

Defina os detalhes práticos

Na sequência, pense nos detalhes práticos da reunião. Elabore a lista de convidados e tenha cuidado para que o número de pessoas seja condizente com o espaço disponível em sua casa.

Depois, comece a pensar na data e no horário. O dia deve ser escolhido de modo que a maior parte possa comparecer. Vale criar grupos online para que os convocados votem em qual é a data conveniente.

Já o horário pode ser um pouco depois das 18h. Apesar de o happy hour ser caracterizado por ocorrer logo após o expediente, todos ainda precisam finalizar suas obrigações e se deslocar. Considere todas essas questões para definir o melhor momento para dar início.

Escolha um tema

Ainda que o happy hour seja descontraído e despretensioso, nada impede que ele tenha um tema. Não é preciso fazer uma grande festa decorada, mas é interessante que ele siga uma abordagem para deixar todos no clima.

No inverno, por exemplo, é possível criar uma noite de vinhos e fondue. No verão, um happy hour em casa de estilo tropical combina muito bem. Não se apegue demais a esse fator, mas não deixe a reunião passar totalmente em branco.

Faça um planejamento com tudo o que será necessário

Após estabelecer as questões importantes, monte um planejamento. Avalie o que precisa ser feito e/ou comprado para que a reunião saia conforme o esperado. É o caso de apontar a necessidade de fazer uma faxina ou de reorganizar os assentos para tornar tudo confortável.

Não se esqueça de elaborar uma lista de compras, tanto dos salgados quanto das sobremesas e bebidas. Pense no que será preparado em casa e no que será comprado pronto.

Em seguida, monte um esquema com datas e horários. Defina o que deve ser finalizado no dia anterior e o que será organizado antes de os amigos chegarem. Você não se perderá e nem deixará de lado elementos realmente importantes.

Não se esqueça do entretenimento do ambiente

Um bom papo e comidas deliciosas são ótimas formas de garantir que o momento seja divertido. Contudo, é preciso ir além e pensar em opções ainda melhores de entretenimento. A música é um desses fatores. Crie uma playlist que tenha tudo a ver com o a data e deixe-a em uma altura que não atrapalhe a conversa.

Dependendo do caso, é possível elaborar atividades, trazer jogos e até preparar drinques diferentes. Pense no que seus convidados gostam, o que faz o estilo do grupo e organize essas questões.

Apenas tome cuidado com o barulho em excesso, de modo a não atrapalhar os vizinhos. Do contrário, a reunião terá que ser abreviada.

3. Quais acessórios não podem faltar no happy hour?

Para que tudo funcione conforme o esperado, o happy hour em casa precisa contar com alguns acessórios básicos. Eles garantirão o conforto de todos os presentes e permitirão que o momento seja aproveitado ao máximo.

Não é preciso ter um aparelho de jantar completo, mas é importante se focar em vários utensílios de cozinha e outros que fazem parte do lar. Preparada? Então, veja o que não pode faltar.

Poltronas, sofás e cadeiras

Ninguém merece passar várias horas em pé em um momento que é para relaxar, certo? Por isso, não abra mão de ter os móveis necessários para garantir o conforto. Um sofá espaçoso abriga boa parte das pessoas, mas não dá para ignorar a importância de ter poltronas e cadeiras complementares. Dependendo do estilo, até a mesa de centro pode ser convertida em um pufe provisório.

O importante é que ninguém fique sem ter onde descansar e que não haja o famoso revezamento de cadeiras. Garanta que os lugares sejam próximos e aproveite a conversa!

Taças e copos

Já que o happy hour é caracterizado por bebidas geladas de vários tipos, as taças e os copos são elementos indispensáveis. Na hora de servir cerveja, suco, refrigerante, água ou certos destilados, o ideal é investir nos copos. Enquanto isso, alguns drinques e o espumante vão nas taças.

Deixe esses elementos em um alcance fácil de seus convidados e apresente ao menos uma possibilidade para cada pessoa. Assim, cada um poderá escolher o que deseja beber sem ter que solicitar novos copos.

Balde de gelo

Para que os líquidos estejam sempre refrescantes, não abra mão de ter um balde de gelo por perto. Ele servirá para armazenar as cervejas, o espumante e outras bebidas que sejam consumidas geladas.

A maior característica é a praticidade, já que não é necessário se dirigir à cozinha o tempo inteiro. Além de tudo, é um jeito de manter a temperatura de consumo sempre adequada e muito agradável.

Se a lista de convidados for extensa, tenha mais de um balde. Não deixe de repor as pedras congeladas com frequência.

Petisqueira e tábuas

Para seguir o estilo tradicional, o happy hour pede comidas fáceis de comer e que combinem com as várias bebidas. Portanto, saem os conjuntos completos de jantar e entram acessórios como as tábuas e a petisqueira. Isso permite que cada um se sirva à vontade, sem dificuldades.

Esses elementos, normalmente, ficam dispostos próximos aos assentos ou na mesa principal. Com pouco esforço, todo mundo pode comer e beber como se estivesse na mesa do bar, só que de um jeito melhor.

Pratos e talheres especiais

Apesar de os pratos e talheres tradicionais não serem necessários, é preciso recorrer a opções específicas para tal momento. O prato tier é um exemplo. Na forma de andares, ele é ótimo para receber pequenos sanduíches e canapés maiores, de modo que todos se sirvam à vontade.

Os pratos de sobremesa servem para a hora em que o doce é a escolha preferida. Caso essa parte não esteja incluída em sua reunião, basta ignorar a necessidade.

Já os talheres especiais para aperitivos incluem pequenas espátulas e facas de manteiga, garfos de dois dentes, palitos metálicos e muito mais. Eles simplificarão a tarefa de se servir com certas preparações.

Cinzeiros

Caso vá receber amigos fumantes, é indispensável tomar cuidado com as cinzas pela casa. Para garantir o conforto dos presentes, conte com cinzeiros. O ideal é que cada fumante tenha pelo menos uma peça do tipo disponível, mas não é uma regra.

Deixe-os espalhados pela casa, mas dê preferência para áreas com boa ventilação, como as que ficam perto da janela ou a varanda.

4. O que servir no happy hour?

Para tornar o momento delicioso, nada melhor do que contar com as preparações certas. Não é preciso montar um menu completo, mas é interessante pensar em comidas leves, que harmonizem com as bebidas e de fácil preparo. Nesses quesitos, as finger foods são vencedoras.

Se algum amigo tiver restrições específicas, como acontece com os vegetarianos/veganos ou alérgicos, não se esqueça de contemplá-lo. Assim, todos poderão saborear o encontro e aproveitá-lo ainda mais. Está em busca de inspirações do que fazer? Veja algumas sugestões!

Tábua de frios e queijos

Para a entrada, vale a pena apostar em uma tábua repleta de frios e queijos variados. É possível recorrer a opções tradicionais, como parmesão, muçarela e provolone, mas também dá para investir no queijo brie ou no gorgonzola, por exemplo. Salame, presunto parma e peito de peru são outras ótimas possibilidades.

Não deixe de oferecer porções individuais com azeite e orégano para quem gosta, assim como pães cortados em fatias menores. Uma pequena fatia de pão folha, por exemplo, origina um wrap delicioso em versão mini.

Patês e terrines

Outra possibilidade famosa consiste nos patês. Práticos, eles aparecem em vários sabores, como de presunto, fígado, peito de peru, azeitona, tomate seco e salmão. Combine sabores que ornem com as bebidas e com as outras comidas e traga mais de uma opção.

Já as terrines são consistentes, mas podem ser devoradas com torradas ou biscoitos, da mesma forma que os patês. Há escolhas como a em crosta, a de frango, a de costela e até a de legumes, como brócolis.

Salgadinhos e canapé

Já se quiser algo casual, invista nos salgadinhos. As coxinhas são uma paixão nacional e surgem em vários sabores. Atualmente, até os veganos podem aproveitar essas opções, como a de jaca. Invista em uma boa variedade, com alternativas para os vários paladares.

Os canapés também são diversos. Os com azeitona, tomate e queijos light, por exemplo, oferecem um sabor leve. Enquanto isso, os de salmão defumado trazem requinte e os de abacate são uma novidade ousada e interessante.

A bruschetta é outra excelente alternativa, conhecida pelo pão italiano tradicional coberto com azeite, tomate e manjericão. Forma um antepasto perfeito e muito prático!

Caldos e massas

Para o “prato principal”, nada melhor do que apostar em opções com cara e sabor de comida caseira. Nos dias frios, sirva caldos e sopas, como o caldo de ervilha ou a sopa de legumes. Se possível, ofereça ao menos duas alternativas para que cada um escolha o que gostar mais.

Quando a temperatura subir, as massas são práticas e deliciosas. Uma dica consiste em oferecer porções individuais de massa cozida e temperada e dar algumas opções de molhos e acompanhamento.

Sobremesas

Para finalizar, muita gente gosta do sabor doce para complementar o paladar salgado e dos drinques. Então, não custa nada pensar em uma sobremesa que pode ser individual — como copos de mousse — ou que servem várias pessoas — como um bolo ou uma cheesecake.

Depois de um momento tão agradável, não há nada de errado em comprar a sobremesa, se for o caso. Apenas escolha um sabor que agrade a todos e faça a encomenda em um local de confiança e boa qualidade.

5. Como arrumar a mesa do happy hour?

Depois de planejar, com cuidado, todas essas etapas, é a hora de pensar na arrumação da mesa. Ela deve ser prática e funcional, além de bonita e convidativa. A ideia é criar um ambiente que estimule a conversa, a interação e que encha os olhos de quem está no happy hour em casa.

A boa notícia é que a tarefa é mais simples do que parece e o resultado obtido será como o esperado. Para entender o que fazer, continue lendo e saiba tudo!

Deixe os itens à mão para um fácil acesso

Como os convidados provavelmente não se sentarão à mesa, é interessante que ela seja organizada para que cada um pegue facilmente aquilo que deseja. Ao deixar os petiscos menores entre vários itens de decoração, talvez as pessoas tenham dificuldades em provar os quitutes.

Da mesma forma, impedir a circulação perto da mesa criará “filas” e aglomerações e muita gente deixará de comer bem pelos desafios impostos. Portanto, pense, acima de tudo, no uso da mesa.

Facilite que os convidados se sirvam e não se esqueça, também, de que você precisará de simplicidade na hora de repor alguns elementos.

Crie estações temáticas na mesa

Um jeito prático de conseguir um excelente efeito é ao criar áreas específicas para cada item na mesa. Deixe os sanduíches no prato tier perto das extremidades e a tábua de frios no centro, por exemplo. As bebidas, taças e copos podem ficar no canto, já que, desse jeito, não haverá bloqueio da passagem.

Dá para separar as comidas com características especiais, como as sem carne ou sem produtos de origem animal. A intenção é criar uma decoração intuitiva e que permita que todo mundo saiba o que tem disponível só de olhar, logo na primeira vez.

Dê um charme com itens coloridos

Os petiscos, por si só, já darão uma cor especial à decoração. Mas que tal deixá-la ainda mais interessante com objetos coloridos? As taças de cores diferentes, bem como os guardanapos estampados ou a toalha com detalhes criam um efeito muito agradável.

Para que tudo fique mais bonito, não se esqueça do tema definido para o happy hour. Uma decoração tropical, por exemplo, pede verde, cores solares e intensas. Já uma pegada aconchegante pede nuances invernais.

Além de dar um efeito bastante especial, é uma forma de sempre variar a cada reunião realizada.

Use velas e flores para decorar o espaço

Outra alternativa para produzir a mesa do happy hour em casa é utilizar velas e flores. Os elementos luminosos funcionam perfeitamente quando a ideia é criar um clima intimista à noite. Apenas tome cuidado para que elas não tenham cheiro ou, então, as comidas podem ter o sabor alterado.

As flores criam um aspecto romântico, natural ou até mesmo rústico. Arranjos bonitos em jarras de vidro funcionam bem, mas é importante não exagerar. Também tome cuidado com o cheiro e, se for possível, opte pelas artificiais de toque realista. Assim, os aperitivos não sofrerão com nenhum efeito.

Lembre-se de que menos é mais

Quando estiver decorando o espaço central, lembre-se de que não se trata de um jantar formal ou completo. É uma reunião despretensiosa entre amigos, que serve para quebrar a rotina e fortalecer laços.

Como a ideia do happy hour em casa é, justamente, trazer algo leve e informal, não se esqueça de que menos é mais. Se não tiver tempo ou se ficar com medo de exagerar, opte por poucos itens, escolha seus melhores utensílios de cozinha e deixe que a arrumação dos petiscos fale por si.

Depois de seguir estas dicas, montar um happy hour de sucesso em casa será muito fácil. Assim, dá para ficar perto de quem se gosta, comer bem e ter o máximo de conforto!

O que achou das nossas ideias? Use o espaço nos comentários e aproveite para contar se você tem alguma outra dica. Participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This