Garçom com um dos tipos de taças

Potencializar o sabor de cada bebida, tornando o prazer da degustação ainda mais intenso: essa é a real função dos diferentes tipos de taças em um mesmo jogo. Embora muitos pensem que se trata de uma questão estética, o ponto é melhorar a experiência de apreciação de cada pessoa.

Podem até achar que é frescura, mas quem tem a chance de provar a mesma bebida em tipos de taças distintos pode conferir por si só: não só o gosto pode ser alterado, mas o cheiro e a temperatura são passíveis de sofrer muitas variações.

Criando percepções distintas, os diferentes tipos de taças proporcionam uma degustação mais profunda de cada bebida. Assim, aquele jantar romântico ou sua comemoração em família ficam bem especiais.

Aliada à decoração, a taça traz brilho e sofisticação à mesa, ajudando a tornar cada programa inesquecível. A seguir, confira como utilizar os modelos corretos para cada bebida e por que os variados tipos podem fazer a diferença!

Fique de olho nos materiais de fabricação

Por mais que, aos nossos olhos, elas aparentem alguma semelhança, as taças podem ser feitas de vidro ou de cristal. A principal diferença entre os dois materiais é o chumbo: o vidro não traz o elemento em sua constituição, enquanto a taça sim.

O chumbo torna a peça mais leve, conferindo uma textura mais porosa e implicando em maior pureza no sabor da bebida. Isso se deve ao fato de que as moléculas do líquido se quebram ao sofrerem impactos nas extremidades da taça, fazendo com que o cheiro se intensifique.

Tenha temperatura e cheiro na medida certa

Quanto maior o contato do vinho com o ar, mais rápido será seu processo de oxigenação. Esse fator resulta em uma bebida com um aroma mais exuberante, aliando o odor com o prazer da ingestão do líquido.

No entanto, para a conservação da temperatura ideal ao momento de servir, é preciso inverter a lógica da oxigenação e escolher tipos que tragam menos contato do líquido com o ar. Isso permitirá preservar suas características mais marcantes por um período maior de tempo.

Saiba quais são os 6 tipos de taças mais usados

1. Tulipa para a queridinha dos brasileiros

Figurando no topo da lista, a tulipa é uma taça/copo ideal para a apreciação da bebida mais consumida entre os brasileiros: a cerveja do tipo pilsen. Por ser uma opção de teor alcoólico moderado e de leve corpo, seu consumo sugere suavidade.

O desenho do copo proporciona um colarinho mais denso, o que deixa o líquido muito mais saboroso. Seu formato também ajuda a trazer o aroma diretamente do lúpulo, tornando o cheiro bem mais forte do que em outras taças.

2. Flute para celebrações únicas e especiais

Muito popular em comemorações como festas de casamento, formatura e eventos importantes, o espumante quase sempre está presente. Para fazer jus ao seu sabor, a taça que deve acompanhá-lo é a flute, que se assemelha a uma flauta.

Com o corpo estreito e alongado, seu formato auxilia na permanência da perlage, aquelas borbulhinhas que são produzidas com a liberação do gás carbônico. A taça também proporciona a manutenção do aroma por mais tempo, deixando a experiência ainda mais completa.

3. Margarita para os dias quentes

Se você adora drinques, a taça margarita é um item indispensável ao seu conjunto de louças. Muito usada para fazer o coquetel clássico que dá nome à taça, ela é ideal para dias quentes e climas tropicais, como o do Brasil.

O coquetel, feito com tequila, suco de limão e licor, tem um detalhe especial: deve trazer a borda decorada com sal, conferindo um toque de mestre à bebida. Portanto, nada melhor do que uma borda bastante generosa para destacar seu sabor.

Outras modalidades de drinques podem ser servidas na taça margarita, preferencialmente as geladas e do tipo frozen.

4. Bourdeaux para vinhos encorpados

Chegando à esteira dos vinhos tintos, os tipos de taças são ainda mais específicos para cada estilo. A bordeaux (também conhecida como bordô) é mais indicada para aqueles encorpados, que contêm muitos taninos em sua composição e, por isso, trazem cheiros mais marcantes.

A taça tem como marca de seu formato o bojo grande e amplo. Seu desenho possibilita que o aroma “caminhe” com delicadeza, chegando ao nariz da pessoa com uma intensidade moderada.

A extremidade da taça tem uma espessura bem baixa, direcionando a bebida para a ponta da língua com maior precisão, onde os sabores frutados podem ser percebidos com mais detalhes. Os tipos de vinho apreciados na taça bordeaux são o Merlot, o Cabernet Sauvignon e o Syrah.

5. Borgonha para aromas complexos

Feita para acompanhar os vinhos Pinot, da região de Borgonha, a taça ajuda na apreciação dos tintos com aromas e sabores mais complexos. Ela é usada por consumidores experientes (que são, normalmente, mais exigentes).

Seu formato é um bordeaux, porém mais amplo e com uma aba de maior espessura. O desenho de balão e sua aba mais grossa direcionam o vinho para a parte do meio da língua, onde líquidos de maior maturidade e acidez são mais presentes no sabor. A taça ajuda a suavizar e harmonizar os elementos da bebida.

6. Taça padrão para vinhos brancos

O vinho branco tem ganhado cada vez mais espaço no país, dado seu equilíbrio com o clima tropical e o cardápio brasileiro. O formato de sua taça é parecido com o daquelas usadas para vinhos tintos, porém com a haste um pouco maior e o bojo levemente menor.

Como há menos espaço do que nas bourdeaux, por exemplo, a temperatura da bebida se mantém mais estável, permanecendo gelada por mais tempo. A haste alongada diminui o contato das mãos com o bojo, o que também ajuda na temperatura.

Sabendo sobre os tipos de taças mais adequados para cada bebida, a composição da mesa se torna primorosa, podendo combinar, ainda, pratos e petiscos em um menu completo de sofisticação. Antes de comprar seu conjunto, tenha em mente as bebidas mais consumidas em sua casa e garanta um bom uso para o jogo.

Cada taça traz um toque especial para a ocasião, além de brilho e beleza à decoração. Não deixe de conferir os tipos disponíveis em nosso site antes de sua próxima aquisição!

Comments (3)

  1. Seria útil colocar a foto ou desenho de cada tipo de taça, pois nem todos as conhecem pelos nomes.

  2. Ótima explicação gostei muito

  3. Comentários muito úteis. Parabéns! Mas pecaram em n colocarem as fotos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This