tipos de queijos

Os queijos são alimentos deliciosos e geralmente agradam a todos. Eles podem ser servidos no café da manhã, no jantar, na ceia de Natal, nos barzinhos e restaurantes (como petiscos), e ainda podem fazer parte de sanduíches, pastéis e compor outras iguarias.

Um dos segredos do queijo é saber harmonizá-lo na mesa. Há queijos que combinam muito bem com alguns tipos de vinhos e com carnes. Na verdade, as opções são muitas e vamos mostrar algumas ao longo do texto. Veja a seguir 7 tipos de queijos e aprenda como usá-los corretamente na gastronomia!

1. Gruyère: o famoso queijo suíço

Trata-se de um tipo muito antigo de queijo. Com sua casca dura, é ideal para preparar fondue, um prato muito solicitado no inverno. Outra característica do queijo Gruyère são os famosos buraquinhos. Seu sabor é frutado com um toque picante e leve aroma de nozes. Seu uso gastronômico é variado. O queijo suíço combina bem com gratinados e sopas. Veja agora uma deliciosa ideia de preparação.

Legumes ao molho mornay

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de queijo Gruyère cortado em cubos;
  • 2 colheres de sopa de queijo Parmesão picado;
  • 2 pequenas porções de brócolis;
  • ½ couve-flor;
  • 2 cenouras;
  • 1 xícara de chá de leite aquecido;
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • 4 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente;
  • pitadas de sal e pimenta do reino.

Modo de preparo:

Os legumes devem ser cozidos em água com sal individualmente para ficarem crocantes. No liquidificador, bata o leite, a farinha, os queijos e metade da manteiga por 10 segundos. Depois, coloque em uma panela para cozinhar por 3 minutos (fogo baixo). Adicione pimenta e sal. Quando for servir, coloque o resto da manteiga, mexendo bem. Coloque os legumes em um prato e despeje os molhos sobre eles.

2. Gorgonzola: macio e quebradiço

O Gorgonzola está entre os tipos de queijos azuis. Sua origem é italiana, com sabor intenso, textura quebradiça e macia. É um dos tipos de queijo que fica bem derretido na faca e está entre os mais saborosos queijos originários da Itália.

O Gorgonzola combina bem com molhos e pastas. Mas não se limita a essa combinação: também pode ser servido com frutas, como maçã, pera e pêssego. Outra sugestão é saboreá-lo com vinho tinto.

3. Brie: quanto mais velho, melhor

Vamos agora falar de um queijo francês. A França é muita conhecida por seus requintes. O Brie apresenta uma característica curiosa: seu sabor fica mais intenso à medida que envelhece. Além disso, tem a reputação de ser um dos melhores tipos de queijo do mundo!

Ele pode ser produzido a partir de leite cru ou pasteurizado. Dispõe de casca branca e, interiormente, é muito cremoso. Combina com geleia, pão (principalmente torradas), frutas (como a uva itália) e risotos. Fica delicioso na bruschetta crocante de pera com brie e salada.

 

4. Muçarela: o italiano que os brasileiros adoram

O queijo Muçarela tem origem italiana, mas é muito apreciado pelos brasileiros. Existem muitas receitas das quais ele participa. O sabor é suave, a textura é macia e elástica. É considerado um queijo fresco e maturado. Como tem um pH mais alto, seu derretimento é rápido. A elasticidade decorre da filagem, um processo em que a massa ainda fresca sofre esticamento e compressão repetidamente. Geralmente, é vendido em fatias.

O queijo Muçarela combina bem como recheio em diversos pratos como pizzas, lasanhas e tortas de frango. Apesar de ser originário do sul da Itália, já é bastante produzido no Brasil. Na verdade, é o queijo mais produzido no país, ocupando 30% do mercado nacional!

Até agora falamos do Muçarela de leite de vaca. Mas existe também o Muçarela de leite de búfala. Também italiano, é vendido em bolinhas, no soro ou salmoura. Pode ser consumido sozinho ou acompanhado por saladas.

5. Parmesão: três tipos de queijos básicos

A origem do Parmesão também é na Itália. Mas, assim como o Muçarela, tornou-se popular no Brasil. É muito consumido ralado sobre massas, sendo de natureza dura e quebradiça. Sua casca é escura e muito oleosa. Há três tipos básicos de Parmesão:

  • o Parmesão propriamente dito, que leva um período superior a seis meses para maturar;
  • o montanhês, cujo período de maturação é de quatro meses;
  • o premium, que pode ficar até três anos para maturar.

Veja uma deliciosa receita com queijo Parmesão.

Cestinha de Parmesão com salada agridoce

Ingredientes:

  • 3 saquinhos de queijo Parmesão ralado;
  • alface picada;
  • 1 pacote com seleção de legumes congelados (com ervilha e milho);
  • 1 xícara e ½ de peito de peru defumado e picado em cubos;
  • 100 gramas de uvas-passas;
  • 100 gramas de vagem em palitos pequenos e cozidos em água e sal;
  • 2 colheres de sopa de maionese;
  • 2 maçãs verdes sem casca, em cubinhos;
  • pimenta-do-reino, sal, azeite e limão.

Modo de preparo:

Coloque 4 colheres de sopa de queijo ralado em uma frigideira aquecida e espalhe. Quando o queijo começar a derreter, tire-o da frigideira e molde em forma de cesta com a ajuda de um copo. Depois que esfriar, remova o molde.

Para fazer a salada, misture todos os ingredientes em uma tigela, menos a alface. Arrume as cestinhas em uma travessa, coloque a alface picadinha sobre as cestinhas e, por cima, salpique 4 colheres de sopa cheias de salada. Depois, é só servir.

6. Roquefort: o queijo de leite de ovelha

Este tipo de queijo está entre os queijos de origem francesa. Também é um queijo de veias azuis, com características semelhantes às do Gorgonzola. É produzido a partir do leite de ovelha (ou cabra) e leva um período superior a três meses para envelhecer. Tem sabor acentuado, picante. Durante sua fabricação, são injetados fungos. O acompanhamento mais comum envolve molhos, pães e frutas, como uva, figo e noz. Confira uma receita deliciosa com Roquefort.

Parafuso com molho de Roquefort

Ingredientes:

  • 100 gramas de queijo Roquefort;
  • 1 xícara de chá de creme de leite;
  • 250 gramas de macarrão parafuso;
  • 2 colheres de sopa de manteiga;
  • 2 dentes de alho;
  • sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo:

Com a ajuda de um garfo, amasse o queijo em uma tigela e misture o creme de leite e a manteiga. Tempere com pimenta e sal. Mexa com uma espátula e reserve. Em 3 litros de água com sal, cozinhe o macarrão até ficar “al dente”. Desligue o fogo, escorra o macarrão e coloque em uma travessa. Em uma panela, unte o alho e coloque o molho reservado. Então, aqueça até ferver. Distribua sobre o macarrão e sirva.

7. Coalho: um queijo bem brasileiro

De origem nordestina, o queijo coalho é famoso nas praias, onde é vendido assado como espetinho, tal como acontece com as carnes. Uma característica importante é que ele não leva fermento em sua fabricação. Desse modo, ele demora em derreter, o que favorece sua comercialização na forma de espetinho.

Apresentamos apenas alguns dos diversos tipos de queijos existentes. Sabia que existem facas especiais para cortar queijos? Vale a pena conferir um ótimo kit.

Agora que você já sabe como fazer deliciosas receitas com queijos, que tal se aprimorar ainda mais na gastronomia? Aprenda dicas sobre como harmonizar vinhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This