manual de etiqueta

Organizar um belo jantar é um ótimo jeito de receber amigos, aproveitar a família e ter um momento especial. E para assumir o papel de anfitrião da melhor maneira, é essencial conhecer as principais regras do planejamento. Com um manual de etiqueta, você fica sabendo como agir e como conquistar os melhores resultados.

Ao pensar nos detalhes e ao obedecer a essas regras, todos se sentirão à vontade. Acima de tudo, ter atenção às questões de educação é uma forma de demonstrar o quanto você se preocupou com a recepção e com o bem-estar dos convidados.

Quer descobrir o que fazer e o que evitar? Então, veja este manual completo de etiqueta para planejar o seu próximo jantar!

Decoração

Por se tratar de uma reunião especial, os convidados têm que sentir o carinho com os detalhes. Por isso, a mesa deve estar arrumada da melhor e mais convidativa maneira.

Além disso, é preciso cuidar da decoração do restante da casa. Responsável por criar o clima para a reunião, é algo que define o tom para o encontro e que ajuda a garantir a satisfação de todos. A seguir, veja como acertar na decoração sem deixar a etiqueta de lado!

Limpe e arrume os espaços comuns

Ninguém merece ser o convidado de alguém e, ao se sentar no sofá, ter que lidar com bagunça, não é? Portanto, é essencial ter a certeza de que as áreas comuns estão limpas e organizadas.

Lembre-se de que receber as pessoas em sua casa é uma opção, então você deve garantir que tudo saia de modo perfeito. Faça uma faxina na véspera ou mesmo durante o dia para deixar o local agradável. Organize as almofadas, as poltronas e as cadeiras e não se esqueça de deixar o banheiro ou lavabo preparado para as visitas.

Prepare a mesa de um jeito especial

manual de etiqueta mesa posta

Depois dessa etapa inicial, o manual de etiqueta exige uma atenção direcionada à mesa de jantar. Por mais bonito que o móvel pareça, não é de bom tom colocar os pratos sem nenhuma preparação. Então, a composição tem que ser bem planejada.

Se tiver uma bela toalha estampada ou rendada, é uma boa pedida para compor o visual. Se desejar algo mais leve, um jogo americano ou um sousplat são opções que ficam abaixo dos pratos e ainda proporcionam elegância na composição da mesa.

Disponha os itens do jeito certo

Para acertar na decoração, também é preciso tomar cuidado com a disposição dos itens. Os talheres, por exemplo, devem ficar com a faca à esquerda e o garfo, à direita. Os diferentes tipos de taças ficam logo à frente e são apresentados de acordo com as bebidas: água, vinho tinto e vinho branco. Se servir cerveja, uma caneca ou copo especial para essa bebida é indispensável.

Posicione ainda os elementos da mesa do jeito certo. Faça com que os pratos se encontrem na direção oposta, ou seja, garanta que as pessoas fiquem de frente umas para as outras. Isso favorece a conversa a valoriza a decoração.

Use cartões para marcar os locais

O melhor modo de evitar constrangimentos ou confusões é definir antecipadamente onde as pessoas devem sentar, inclusive se tiver muitos convidados. Faça um mapeamento da mesa e defina como elas ficarão. Evite separar casais, amigos ou parentes.

Depois, crie pequenos cartões personalizados e coloque o nome de cada um no local apropriado. Além de tudo, é um jeito de fazer com que haja espaço suficiente para todos, sem nenhuma surpresa desagradável.

Tome cuidado com flores e velas

Para completar a decoração, as flores e as velas são muito usadas. Os arranjos e os candelabros dão um toque especial, acolhedor e que deixa tudo mais interessante. No entanto, é importante ter atenção a alguns detalhes.

Use flores naturais, mas avalie o cheiro, assim como das velas. A confusão de odores pode prejudicar a degustação da comida, por exemplo. Também é preciso ter a certeza de que nenhum convidado é alérgico.

Sobre as velas, evite o excesso para não criar uma ilha de calor. Ao posicioná-las, tenha cuidado para que não fiquem em posições que favoreçam acidentes e queimaduras.

Acessórios

Para compor o visual adequado, é essencial contar com os acessórios corretos. Além de serem bonitos, são funcionais e permitem que os convidados tenham o máximo de conforto na experiência.

De acordo com o manual de etiqueta, há alguns cuidados especiais para selecionar os itens corretamente. Veja nos próximos tópicos quais são os pontos que merecem a sua atenção.

Escolha um aparelho de jantar completo

Para começar, tenha um bom aparelho de jantar. Louças novas, em bom estado e que combinem com a decoração ajudam a transmitir uma ideia de cuidado. Então, garanta que há pratos, xícaras e outros itens que sejam suficientes para todos os convidados.

Se tiver elementos com um estilo ou cores parecidas, é possível criar composições diversificadas. Porém, a etiqueta pede para que não sejam misturadas peças de materiais diferentes, como porcelana e cerâmica, por exemplo.

Acerte nas taças de acordo com as bebidas

Além das louças, é essencial não se esquecer dos conjuntos de taças e copos. É preciso dispor de peças para água, vinho tinto e branco. Caso não vá servir uma dessas bebidas, é possível retirar a taça correspondente.

Se for servir drinques, cerveja, espumante, uísque ou outras opções, apresente os copos adequados. Assim, todo mundo pode beber o que quiser, na hora em que achar mais conveniente.

Aposte também em peças novas. As de cristal são uma excelente pedida para dar um toque refinado e clássico. Garanta que estejam limpas e reluzentes para um bom efeito.

Use os melhores faqueiros para a ocasião

Outro acessório que não pode ficar de fora é o conjunto de talheres. Em vez de oferecer as peças usadas no cotidiano, que tal apostar naquele faqueiro completo que vocês ganharam na lista de casamento?

Empregar peças novas ou pouco utilizadas é uma forma de dar destaque à mesa e garantir uma boa impressão nos convidados. Tenha a certeza de que tudo está devidamente limpo antes do jantar e sem marcas de dedos, por exemplo.

Disponha os talheres de fora para dentro, de acordo com a entrada até a sobremesa. Separe os itens que forem usados, como colher para sopa, faca para peixe ou para carne e assim por diante. Só coloque na mesa aquilo que for utilizado para não deixar ninguém confuso.

Não se esqueça dos guardanapos

Para garantir o conforto dos convidados, também é essencial dispor guardanapos em cada um dos lugares à mesa. Os de pano transmitem sofisticação e podem ser escolhidos para combinar com a decoração e a paleta de cores.

A melhor maneira de deixar tudo organizado é recorrer aos porta-guardanapos. Eles ajudam a garantir que o acessório fique no lugar e a complementar o visual da recepção da forma correta.

Tome cuidado para não exagerar

Além dos acessórios para mesa de jantar, o espaço ainda conta com os itens de decoração, como os jogos americanos, os arranjos e outros elementos. Então, para seguir o manual de etiqueta, tome cuidado para não exagerar.

Evite colocar muitas coisas à mesa, especialmente se os objetos de servir também ficarem no centro. O excesso “rouba” espaço dos convidados e eles ficam menos confortáveis. Além disso, ter itens demais prejudica a visão, a conversa e torna o jantar pouco agradável. Lembre-se de que menos é mais e saiba que a simplicidade pode ser a sua grande aliada!

Cardápio

O sucesso do jantar também depende do cardápio. Montar um menu completo e saboroso faz com que as pessoas se sintam ainda mais satisfeitas com toda a experiência.

Para atender às regras do manual de etiqueta, a escolha do que será servido tem que ser criteriosa. Assim, ninguém fica de fora e o resultado o melhor para todos. Quer ver como isso é possível? Então, continue a leitura!

Considere as restrições alimentares

Depois de definir a lista de convidados e receber as confirmações, observe quais são as restrições alimentares das pessoas. Os alérgicos, vegetarianos ou veganos precisam de pratos especiais para que se sintam contemplados. Se você sabe que um amigo está de dieta ou precisa controlar o que come, não se esqueça de oferecer opções saudáveis e deliciosas.

O importante é que as pessoas saibam que você se preocupou com elas. Não é tão fácil conciliar tantos gostos e a dificuldade aumenta com o número de convidados. Porém, ao oferecer versões diferenciadas ou até a possibilidade de montar partes das refeições, dá para agradar a todos.

Tenha cuidado com a quantidade a ser servida

Também é muito importante planejar a quantidade do jeito certo. Afinal, não há nada mais desagradável do que a comida acabar no meio da reunião ou as pessoas sentirem que devem comer menos do que gostariam.

A melhor forma de não correr esse risco é calcular a quantidade necessária do jeito certo. Veja quantas são as pessoas, pense nas preparações e cozinhe um pouco além do previsto. Se alguém quiser repetir, por exemplo, não há nenhum inconveniente, porque você já se preveniu.

Com as bebidas é a mesma ideia. Não há nada pior que a conversa embalar e cair a última gota do vinho na taça. Tenha garrafas de reserva para garantir um bom momento aos seus convidados!

Apresente o menu antes do jantar

manual de etiqueta menu

Antes de dar início ao jantar, de forma propriamente dita, é importante apresentar o cardápio. Esse é um ato de gentileza do manual de etiqueta e permite que as pessoas já fiquem prontas para o que desejam comer.

Também é nessa hora que você descobre se alguém precisa de preparação especial, como a retirada de um ingrediente. Com a antecipação, quaisquer problemas podem ser resolvidos.

Para ficar no mesmo estilo da decoração, faça com que o menu e os cartões dispostos na mesa sigam uma só proposta. Desse jeito, há total harmonia no visual.

Inclua petiscos

Os pratos de entrada não precisam marcar o começo da refeição. Afinal, conforme as pessoas chegam e conversam, surge aquela vontade de comer algo gostoso para abrir o apetite.

Então, não abra mão de servir petiscos. Pense em canapés e pequenas preparações fáceis de fazer e de comer. Acompanhados pela bebida certa, são elementos que ajudam na interação e a deixar todos preparados para o que virá no jantar.

Sirva a comida e a bebida na temperatura certa

Para não cometer nenhuma falha, é indispensável cuidar da temperatura do que será servido. Pratos frios, como saladas ou algumas preparações japonesas, têm que estar frios de verdade. Já os quentes devem ser aquecidos na medida certa — afinal, uma comida morna ou gelada por dentro estraga a experiência.

Quanto às bebidas, garanta que as desse tipo sejam servidas bem geladas. Um vinho branco refrigerado ou um coquetel refrescante têm que ter temperaturas menores.

Para conquistar esses efeitos, planeje-se para que tudo seja finalizado no momento certo. Coloque as bebidas na geladeira com, pelo menos, um dia de antecedência. Para as preparações quentes, evite esquentá-las antes das pessoas chegarem para que estejam na temperatura perfeita.

Regras de etiqueta

Em um manual de etiqueta, não podem faltar as orientações em relação ao comportamento, certo? Mesmo quando não se trata de algo formal e há apenas os íntimos, é preciso tomar cuidado. Um deslize pode soar como grosseria ou até fazer com que a pessoa não se sinta bem-vinda.

No jantar em família ou com amigos, valem as regras de etiqueta à mesa básicas, como não falar com a boca cheia e usar os guardanapos corretamente. Além delas, há outras instruções. Quer ver quais são? Confira a seguir!

Seja pontual

Ninguém deseja chegar na hora combinada, tocar a campainha e encontrar a anfitriã com toalha na cabeça, por exemplo. A situação é embaraçosa e faz com que o convidado sinta que se antecipou — ainda que apenas tenha respeitado o horário.

Para que isso não aconteça, prepare-se para que tudo fique pronto no horário combinado. Mesmo que as pessoas ainda demorem alguns minutos para começar a chegar, o importante é que você esteja com todos os elementos alinhados para receber. Então, organize o tempo para conquistar a pontualidade.

Apresente as pessoas

Ao convidar gente de diferentes “nichos” da sua vida — como o pessoal do trabalho e os amigos íntimos ou os amigos e os familiares —, é comum que nem todo mundo se conheça. Essa é uma ótima oportunidade para que novos laços surjam, mas você tem que facilitar a etapa.

Então, não se esqueça de apresentar as pessoas. Se não tiver certeza se uma dupla já se conhece, faça uma nova introdução. Trata-se de algo que ajuda a quebrar o gelo e favorece a interação entre os convidados.

Deixe o celular de lado

Um dos grandes problemas de hoje é o uso desenfreado da tecnologia. Ao mesmo tempo em que ela ajuda a se conectar com quem está longe, é um meio de afastar quem está perto. Basta olhar nas mesas dos pubs e até de restaurantes para ver pessoas que preferem as telas brilhantes à conversa na “vida real”.

Ao receber convidados para um jantar, o manual de etiqueta exige que você deixe o celular de lado. Coloque-o longe da mesa de centro e deixe as notificações apenas para chamadas e mensagens importantes. Estimule, acima de tudo, a conversa e as experiências reais.

Ao longo da noite, é permitido tirar fotos e fazer postagens especiais. Mas, no geral, deixe para navegar nas redes sociais e responder aos e-mails e mensagens depois do evento.

Espere que todos estejam servidos

manual de etiqueta servidos

Na hora de se alimentar, já não é exigido que o anfitrião sirva os convidados. Na verdade, é de bom tom criar “estações” para que cada um possa se servir do jeito que achar melhor.

Porém, uma dica é importante: espere que todos estejam servidos, de comida e de bebida, antes de começar a comer. Esse gesto simples indica que você se preocupa com os convidados e com o bem-estar deles, além de demonstrar muita educação.

Faça com que todos se sintam acolhidos

Acima de tudo, o jantar tem que ser um momento para que todos saiam felizes e com boas impressões. Para tanto, é essencial garantir que as pessoas sintam que foram acolhidas por você.

Dependendo do número de convidados, é comum que sejam formados pequenos grupos por causa dos interesses, por exemplo. Nesse caso, divida-se e converse com todos. Não deixe que ninguém se sinta jogado de lado ou esquecido no meio do papo.

Ao final, você pode dar uma lembrancinha temática, mas não é obrigatório. No dia seguinte, envie um cartão ou mesmo uma mensagem de agradecimento pela visita, de modo a finalizar a experiência.

Roupas

O manual de etiqueta inclui também o dress code. Saber como se vestir da forma correta é essencial para transmitir a mensagem certa e não deixar ninguém com a sensação de estar inadequado. A tarefa, entretanto, é bem mais simples do que parece. Veja dicas indispensáveis para acertar!

Pense no tema do jantar

Se o jantar segue um tema específico, pode valer a pena usar roupas que tenham a ver com a proposta — ou, no mínimo, com a estação. Se a ideia é fazer uma espécie de luau havaiano, você não tem que vestir camisas superfloridas ou colares de plástico. Porém, investir em peças estampadas e bem fresquinhas é uma boa pedida.

Se a noite é do fondue, nada mais justo do que ficar com uma produção bem quentinha e confortável. A ideia é se deliciar com a comida oriental? Vestir-se de gueixa pode não ser uma opção, mas o quimono de uso cotidiano complementa o visual. Esses detalhes fazem a diferença para criar o clima e deixá-lo ainda melhor.

Capriche na produção

É muito importante que os convidados saibam que você se preocupou com tudo — inclusive com a própria produção. Aparecer com o cabelo preso em um coque frouxo ou com aquela roupa de ficar em casa passa a ideia de desleixo e de que a presença deles não é tão importante.

Por isso, arrume-se como se fosse para sair para um lugar novo. Não é preciso comprar roupa para a ocasião, mas é válido usar peças que você reserva para momentos especiais. Capriche no sapato, no cabelo, na maquiagem e, também, nos acessórios. Homens podem optar por calça jeans, blusa social ou até camisa polo, com um sapato confortável.

Tome cuidado com o exagero

Ao mesmo tempo, produzir-se não deve significar beirar o exagero. O chamado “overdressing” é muito desconfortável, porque faz com que as pessoas sintam que não se arrumaram o bastante.

Então, o ideal é evitar algumas peças, como as curtas, transparentes ou decotadas demais. Também é melhor deixar para outra ocasião as peças cheias de brilho ou com uma pegada muito fashion. Menos é mais e a elegância deve ser o foco principal.

Não se esqueça do conforto

Além de tudo, é fundamental não se esquecer de que, no final das contas, você estará em casa. Então, o conforto tem que fazer parte das suas escolhas principais. O salto alto pode ser substituído por uma sandália rasteira ou sapatilha. Já as roupas muito apertadas ou estruturadas devem dar espaço para as mais agradáveis para a situação.

Os homens não precisam vestir terno, blazers ou gravata. Se estiver frio, uma jaqueta é a melhor pedida para manter um toque casual.

Mantenha o combinado

Muitas vezes, os convidados pedem uma indicação de qual é o traje ideal para usar em um jantar. Normalmente, o esporte fino é a alternativa que garante o equilíbrio entre algo arrumado, mas sem deixar de ser contemporâneo.

No entanto, dependendo do tema ou da proposta, talvez seja marcado algo diferente com os convidados. Se for esse o caso, é essencial não mudar de ideia no dia do evento. Combinar que todos devem vir de preto e você aparecer com uma cor distinta, por exemplo, compromete a harmonia prevista. O mesmo vale ao pedir um estilo simples e, então, surgir com um traje de gala. Na dúvida, o melhor é manter uma proposta tradicional.

Ao seguir as orientações deste manual de etiqueta, o seu jantar será um completo sucesso. Ao final, será fácil garantir a satisfação e os bons comentários de todos os convidados!

Quer outras dicas para acertar em casa? Assine nossa newsletter e não perca nenhuma novidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *