Guia completo: acessórios essenciais para sua cozinha!

acessórios de cozinha e formas de organizar

Se você se preocupa em cuidar do seu lar da melhor maneira possível, gosta de surpreender a família e os amigos em jantares e eventos que faz questão de promover na sua casa, mas não sabe quais e nem para que servem os principais acessórios de cozinha, este guia foi feito especialmente para ajudar você!

Nele vamos abordar, de maneira simples e direta, o que uma boa cozinha precisa ter de acessórios para ficar completa, as funções de cada um deles e a importância da organização e da qualidade para você proporcionar uma experiência inesquecível aos seus convidados. Confira!

O lugar especial da casa

A gastronomia está em alta, e cada dia mais pessoas têm se transformado em chefs amadores. Nesse contexto, convidar os amigos ou a família para um almoço ou jantar já é algo que faz parte da rotina de muita gente que não se sente na obrigação de preparar os alimentos, mas que é apaixonada pelo ato de cozinhar.

Diante disso, tanto os amantes da culinária quanto todos os outros usuários da cozinha merecem um ambiente bem organizado e com tudo o que um verdadeiro chef tem direito, sem faltar qualidade, é claro!

Afinal, a cozinha é um dos lugares mais especiais de um lar, e o espaço ideal deve ser prático e agradável até para as visitas. Isso porque ela é o coração da casa e é nela que conseguimos reunir as pessoas e garantir momentos memoráveis.

Quanto mais funcional melhor

Todos acessam a cozinha o todo tempo, por isso trata-se de um lugar que demanda estudos de organização, higiene, funcionalidade e praticidade.

O ideal é poder contar com um projeto eficiente em termos de distribuição correta dos eletrodomésticos e de circulação, de uma maneira que os trabalhos sejam facilitados. Assim como é preciso pensar no piso correto, na iluminação adequada, pontos de eletricidade estratégicos, e claro, em tornar o espaço lindo e charmoso para receber os amigos, prática hoje cada vez mais comum entre os muitos adeptos da culinária.

Vamos imaginar que a sua cozinha seja pequena. Você não vai querer que os seus eletrodomésticos fiquem atravancando o seu pouco espaço, não é mesmo? Tampouco que você tenha que fazer malabarismos a todo instante para conseguir pegar os utensílios de que precisa na hora de cozinhar.

Daí a necessidade de ter em mente que praticidade é fundamental, ou seja, uma boa distribuição dos móveis e eletrodomésticos, com o máximo de aproveitamento de cada espaço. Mais adiante, vamos compartilhar dicas especialmente sobre isso!

Além disso, é preciso primar pela escolha dos acessórios de cozinha e materiais. Assim você terá um espaço sempre funcional, atual e eficiente para cozinhar e confraternizar com sucesso.

Os acessórios indispensáveis

Assim como em um quarto não podem faltar travesseiros e lençóis; na sala, almofadas, e no banheiro, toalhas e lixeira, alguns acessórios e utensílios são indispensáveis na cozinha.

Se você é aquele tipo de pessoa que gosta de praticidade na hora de preparar os alimentos e de fazer as refeições, é preciso elaborar uma listinha básica (com o objetivo de não esquecer nada) antes de ir às compras dos seus acessórios de cozinha.

No entanto, não se preocupe, a gente pensou nisso para você. Confira a seguir o que é indispensável em seu templo sagrado da gastronomia!

Panelas

Seja antiaderente, de alumínio ou de inox, o importante é ter, no mínimo, um conjunto básico, com pelo menos:

  • duas panelas com cabo e tampa de tamanhos pequeno e médio;
  • uma panela com tampa grande;
  • uma leiteira;
  • duas frigideiras, sendo uma pequena e outra média ou grande.

Para aquelas pessoas que moram no Nordeste, ou que têm o hábito de preparar um cuscuz, não pode faltar também a cuscuzeira.

Conjunto de medidores

Além de muito práticos, e algumas vezes cheios de estilo, os medidores padronizados são os acessórios de cozinha mais indicados para medir ingredientes com exatidão.

Disponíveis em materiais e formatos variados, eles garantem um padrão e total exatidão ao mensurar os ingredientes de receitas nacionais e internacionais.

Conjunto de facas

acessórios de cozinha da La Ville casa faqueiros, batedeiras, colheres, panelas

Um bom conjunto de facas resolve todos os desafios de alimentos que precisam ser descascados, cortados ou picados. Um kit mais básico deve conter:

  • faca do chef (também conhecida como “facão de cozinha”, trata-se daquela maior);
  • faca para pão (a lâmina de corte é grande e em formato de serra);
  • faca de legumes (com a ponta bem afiada, ela é um pouco menor e tem o formato semelhante ao de um canivete).

Faqueiro

Os estojos de faqueiros mais básicos devem conter garfos, facas e colheres de mesa, além de garfos para sobremesa e colheres de chá. Por sua vez, os mais completos podem conter também:

  • concha para feijão;
  • espátula para bolo;
  • pegador de massa;
  • garfo trinchante (aquele maior, com apenas dois “dentes”);
  • colher de arroz (aquela grande);
  • escumadeira.

Caso o seu faqueiro não venha com as últimas peças aqui citadas, compre-as separadamente, porque todas elas são muito úteis na hora de servir os alimentos.

Pratos

Saber a quantidade de pratos que você precisa ter vai depender do número de moradores e de pessoas que costuma receber em sua casa. De maneira geral, um conjunto básico contém 20 peças:

  • quatro pratos fundos (de sopa);
  • quatro pratos rasos;
  • quatro pratos menores para sobremesa;
  • quatro xícaras e quatro pires.

Copos

acessórios de cozinha da La Ville casa tom azul: pratos, copos, talheres, guardanapos, panelas

Os copos para água são os mais básicos. É bom ter copos diferenciados para servir sucos. Além dos copos de vidro, o ideal é ter alguns de acrílico ou plástico, especialmente se tiver filhos pequenos em casa ou se for receber a visita de amigos com crianças. Atualmente é possível encontrar modelos de copos belíssimos com esse tipo de material.

Taças de vários tipos

Para brindar com elegância e estilo, existem taças decorativas para todas os momentos e ocasiões. Elas estão entre os itens essenciais para servir as bebidas e seus drinks da forma como se deve, como cervejas, espumantes, vinhos, entre outras.

Escolha o tamanho e o tipo correto, sirva petiscos, aperitivos e acepipes, apresente seus drinks e coquetéis especiais e aproveite os momentos únicos com seus convidados.

Abridor de vinhos

acessórios de cozinha: taças e abridores de vinho

Para aqueles amantes de vinhos, poucos prazeres se comparam ao ritual que consiste em abrir uma garrafa da bebida. Escolher o rótulo ideal para cada tipo de refeição e ocasião, limpar a garrafa, pegar o abridor e ouvir o estampido da rolha saindo do gargalo: tudo isso é sinfonia para os ouvidos dos apreciadores apaixonados de plantão.

Porém, para que a experiência seja realmente completa e perfeita, vale lembrar que é preciso ter atenção a todos os detalhes. Assim como é relevante levar em conta a harmonização mais adequada e as taças em que o vinho será servido, vale a pena investir em acessórios de qualidade, que sejam capazes de traduzir a sua personalidade.

E este é o caso do abridor de vinhos. No mercado há uma variedade enorme de modelos de abridores, dos mais simples aos mais sofisticados, para todos os bolsos e preferências.

Jarras para sucos

De plástico, acrílico, vidro ou cristal, é sempre bom ter duas jarras para servir sucos em casa. Uma em tamanho médio ou grande, para visitas ou para a família toda; e outra menor, com o objetivo de servir somente duas pessoas ou guardar na geladeira o suco que restou do evento.

Fouet

Também conhecido como “batedor de claras”, o fouet simplifica bastante o preparo de receitas tradicionais como molhos, omelete e chantilly. Isso porque ele é feito com arames e ajuda a misturar os ingredientes com eficiência, para que a receita fique lisa e homogênea.

Tábua

A tábua de corte é um acessório muito antigo. Ela é bastante utilizada no dia a dia e serve para facilitar o corte de alimentos como:

  • carnes;
  • aves;
  • peixes;
  • legumes;
  • folhas;
  • frutas e muito mais.

No mercado é possível obter tábuas de diferentes formatos, tamanhos e materiais como, plástico, madeira e vidro.

Entretanto, é recomendado não fazer uso da tábua de madeira, visto que ela tem mais probabilidade de causar contaminação em função da dificuldade de higienizá-la por completo. Por sua vez, na de vidro, as facas perdem o corte com mais facilidade. Dessa forma, a melhor escolha é a tábua de plástico.

Descascador de legumes

Este é também um utensílio indispensável, porque o descascador garante maior agilidade e precisão na hora de pelar legumes como cenoura, batata, beterraba, pepino, entre outros.

A principal vantagem desse acessório é que ele diminui o desperdício dos alimentos, visto que o corte nos legumes é superficial, removendo apenas a casca.

Potes

Os potes servem para armazenar temperos, grãos, folhas e frutas secas etc. A função principal desses acessórios é evitar que a umidade passe para os alimentos, e assim, eles deteriorem e percam a validade mais rapidamente. Além de proteger contra a entrada de organismos indesejados.

Para os temperos e condimentos, existem conjuntos de acrílico ou vidro herméticos, com excelente sistema de vedação. Além de tudo isso, eles decoram e mantém sua cozinha organizada.

Tigelas e refratários

acessórios de cozinha: tigelas

Estes acessórios de cozinha podem ser de inox, madeira, vidro ou cerâmica. Tanto as tigelas quanto os refratários são essenciais na hora de levar e servir os alimentos na mesa.

Quanto aos formatos, as tigelas são mais fundas e redondas, enquanto as travessas e refratários podem ser retangulares, quadradas, redondas ou ovais.

Assadeiras

O ideal é ter pelo menos duas assadeiras retangulares, nos tamanhos médio e grande, para tortas e lasanhas; uma redonda para bolos de tamanho médio com um furo no meio — porque também serve para pudim —, e outra rasa para assar pizzas.

Espátulas

Sabe aquele restinho de massa para tortas que sobrou no pote da batedeira? As espátulas de silicone conseguem raspá-lo com muita facilidade, evitando o desperdício. Além disso, ela é um excelente acessório no momento do preparo, porque não arranha nem risca suas panelas.

Outra vantagem é ter as travessas e panelas sem resquícios de alimentos antes mesmo de lavá-las — as espátulas deixam tudo praticamente limpo!

Colheres

acessórios de cozinha: colheres

As colheres para mexer as receitas durante o cozimento devem ser de pau, bambu, plástico ou silicone, para que não danifiquem as panelas, principalmente se forem antiaderentes, e nem soltem resquícios de alumínio nas refeições.

Da mesma forma como a tábua de madeira, não é aconselhável o uso de colher de madeira (de pau), por conta dos riscos de contaminação. No intuito de substituí-la, faça opção pela de bambu (que tem propriedades autodesinfetantes), ou pela de plástico, que é bem mais fácil de higienizar.

Escorredores

Para preparar vegetais cozidos, macarrão, arroz, entre outros ingredientes, este utensílio é útil para várias receitas. Isso porque o escorredor ajuda você a eliminar a água do que quer que seja e deixa seus alimentos bem limpos, sem que se corra o risco de deixá-los cair na pia ao se livrar da água do cozimento.

Peneiras

Os coadores ou peneiras servem para refinar os alimentos sólidos ao passar por elas, por exemplo, goma ou farinha. Outra utilidade desses acessórios é a remoção de pedaços de alimentos ou grãos de frutas dos líquidos, como os gominhos de laranja ou pedaços de maracujá que ficam no suco após serem processados.

Espremedor de batatas

Este é um dos acessórios de cozinha que facilitam o preparo daquele maravilhoso nhoque ou purê de batatas. Além disso, ele possibilita espremer outros legumes, como a cenoura e a mandioquinha (cenoura amarela), para ajudar no preparo de sopas para o inverno, purês e papinhas para bebês.

Abridor de lata

Parece simples, mas o abridor de latas é um item indispensável. Afinal, ele oferece segurança e praticidade quando for preciso tirar as tampas cortantes das latas.

Ralador

Normalmente, o ralador apresenta quatro lados, com lâminas de diferentes formatos. Esse acessório serve para ralar legumes, verduras e queijos, e também para cortar batatas e abobrinhas em fatias bem finas.

Moedores

Os moedores de pimenta e sal são ferramentas fundamentais para equipar e também decorar a cozinha de qualquer pessoa que tenha paixão pelo preparo de refeições.

As vantagens deles vão desde a conserva do frescor, aroma e sabor de óleos essenciais da pimenta até a extração do último grão do sal marinho, muito usado na elaboração de pratos da cozinha macrobiótica. Sem contar que dão um charme no ambiente, não é?

Pilão

De origem africana, o pilão é utilizado há muitos séculos para moer, triturar, amassar, e resumindo, pilar os alimentos e transformá-los em algo novo.

Na nossa rotina, o pilão pode ser um grande aliado da criatividade. Além de ser um objeto decorativo na cozinha, talvez seja o instrumento que falta para que seus temperos se tornem mais saborosos e elaborados.

Lixeira

Outro aspecto muito importante da cozinha é a limpeza. Por isso, ter por perto uma lixeira é fundamental, visto que a todo instante é preciso eliminar resíduos como sobras, cascas etc. Os melhores modelos de lixeiras são aquelas com pedal, pois são mais higiênicas e feitas com aço inox.

A importância da organização

Agora que você já conhece os principais acessórios de cozinha que deve ter, também deve saber como a organização do ambiente faz toda a diferença, certo? Contudo, manter a cozinha bem organizada é um desafio para você?

A verdade é que quando temos mais espaço é bem mais fácil manter tudo no seu devido lugar e deixar os ambientes em ordem. Porém, com alguns cuidados pensados justamente para a organização da cozinha — que valem tanto para ambientes grandes quanto para cozinhas pequenas —, é possível conservar um ambiente mais organizado.

No entanto, se a organização for mesmo um problema para você, com as dicas que daremos de como arrumar a cozinha a seguir, tenha certeza que você a tornará muito mais prática e funcional quando precisar utilizá-la.

Guarde as louças nas prateleiras ou gavetas com escorredores

acessórios de cozinha e organização utilizando prateleiras

Uma dica simples para organizar a louça nas prateleiras e gavetas é usar bandejas, cestos organizadores, caixas e até mesmo escorredores próprios para louças. Isso é uma solução excelente para otimizar os espaços dentro do armário.

Por exemplo, os escorredores de louça são uma opção maravilhosa para manter organizadas as tampas de potes plásticos que normalmente ficam bagunçadas e empilhadas de qualquer jeito dentro do armário, ocupando muito mais espaço do que deveriam.

Faça uso de nichos

Muitos armários não são equipados com divisórias nas gavetas, mas, se você quer saber como mantê-los em ordem e como organizar uma cozinha pequena, basta utilizar nichos.

Com eles você consegue otimizar os espaços dos armários e gavetas de talheres, por exemplo, além de deixar os acessórios de cozinha mais visíveis. Se você tiver espaço nas paredes do seu ambiente, também pode pendurá-los e ganhar ainda mais espaço para guardar os objetos, além de contribuir com a decoração do ambiente. 

Acostume-se com etiquetagens

Outro jeito simples e bonito de organizar a sua cozinha é colocando etiquetas nos potes de mantimentos, cestos e caixas organizadoras. Sem falar que, com tudo devidamente identificado, fica bem mais fácil de encontrar o que você precisa quando for cozinhar!

Por fim, as etiquetas ficam lindas na decoração da cozinha e existem diversos modelos disponíveis para download gratuito na internet, ou seja, você não precisa nem gastar com isso. Porém, caso queira algo mais personalizado, não se preocupe: há também diversas lojas que fazem etiquetas únicas de acordo com o seu desejo.

Pendure os objetos mais usados

Os itens mais usados na cozinha como panelas, frigideiras, conchas, escumadeiras, avental, entre outros devem ficar pendurados em armações instaladas na parte de fora dos armários ou em alguma parede. O importante é que fiquem seguro e ao alcance das mãos.

Outra boa ideia para otimizar o espaço na cozinha é fixar ganchos nas prateleiras do armário para pendurar suas xícaras e canecas. Dessa forma, você decora e organiza o ambiente ao mesmo tempo! Também é possível usar ganchos menores para apoiar medidores, peneiras etc.

Organize temperos e cereais em potes dentro do armário

acessórios de cozinha: potes organizados dentro do armário

Faça uso dos conjuntos de potes de vidro ou acrílico mencionados para organizar temperos, mantimentos e cereais dentro do armário da cozinha. Com eles, você consegue deixar a organização bem padronizada, e tudo fica bonito, com a aparência de arrumação mesmo.

Caso você tenha prateleiras para expor tudo isso, melhor ainda! O ponto mais importante dessa ideia é que facilita muito a rotina: passa a ser bem mais fácil encontrar o que você procura.

Qualidade é tudo

Nas lojas de utilidades domésticas, as prateleiras estão cheias de acessórios de cozinha com os mais inusitados e práticos designs. Com tantas opções no mercado, é difícil não cair na tentação e comprar as peças mais baratas para talvez poder comprar mais. No entanto, o mais barato pode sair muito caro.

Portanto, é preciso verificar alguns aspectos como: as facas ficam cegas com rapidez ou mantêm o fio por muito tempo? E as panelas? São aquelas fininhas e mais baratas, que amassam facilmente? Comprar produtos de qualidade é um dos princípios fundamentais para quem tem amor por cozinhar.

Por isso, quando você for investir, recomendamos a aquisição de produtos duráveis, que sejam de muita qualidade. Afinal, se forem bem conservados, acompanharão você por um bom tempo. Por exemplo, frigideira e panelas de ferro fundido ou inox são um pouco mais caras, mas duram muito mais.

Por fim, não importa se você vai preparar um ovo frito ou a receita de um clássico foie gras. Ninguém faz nada sem os acessórios de cozinha certos. Alguns dos itens básicos são uma frigideira, uma boa panela e uma faca afiada. Contudo, é preciso contar com outros equipamentos para ter uma cozinha completa.

Então, é muito comum que apareçam dúvidas no momento de organizar um espaço para cozinhar. Afinal, a cozinha, como comentamos, além de funcional, se tornou um espaço moderno, onde os amigos e a família se reúnem para bater um papo e preparar uma refeição.

Atualmente, o espaço culinário precisa ser prático e também ter um charme. Diante disso, grandes grifes apresentam peças belíssimas de acessórios de cozinha com designs arrojados para embelezar sua casa e ficarem expostas, e não guardadas no fundo do armário.

Se este guia ajudou você a ficar por dentro dos acessórios de cozinha que não podem faltar na sua casa, visite agora mesmo o site da La Ville. Nossos produtos são desenvolvidos com charme, qualidade e cuidado de sempre!

cozinha minimalista pequena,linda, prática e agradável

Cozinha minimalista: 5 dicas de decoração para você adotar!

Em residências cada vez menores, o que mais se deseja é espaço, praticidade e funcionalidade. Seguindo essa linha, o estilo de decoração que mais se encaixa nessa mentalidade é o minimalismo. E, nesse contexto, uma cozinha minimalista é uma tendência que vem ganhando muitos adeptos.

Trata-se de uma decoração que busca tornar os ambientes mais espaçosos — baseando-se na sobriedade e evitando excessos de elementos decorativos. Ela visa tornar os espaços mais clean, sempre se fundamentando na máxima: ”menos é mais”.

Dito isso, neste artigo, vamos relacionar para você algumas boas dicas de como tornar sua cozinha bem funcional e prática. Veja!

1. Atente às cores

A cor é um elemento essencial no décor minimalista. Cores claras tornam os ambientes maiores e, por isso, são as escolhidas quando o objetivo é fazer o cômodo parecer mais amplo e espaçoso. Essa dica vale para todos os itens da cozinha, como paredes, azulejos, bancada, rodabanca, piso, móveis e eletrodomésticos.

Você pode fazer boas combinações com duas cores e assim tornar esse ambiente mais aconchegante. O branco, o creme, o bege, o cinza-claro e o marfim são algumas das tonalidades muito utilizadas nesse espaço da casa.

2. Opte por poucos objetos e móveis

cozinha minimalista: poucos objetos e cores claras

A decoração minimalista baseia-se também em outra grande premissa: manter no ambiente somente o fundamental. Ou seja, se você tem muitos objetos em sua cozinha, uma das principais dicas é desapegar, mantendo nesse cômodo apenas o indispensável.

Uma boa sugestão é guardar tudo. Mantenha os itens e utensílios de cozinha nos armários e bem longe das vistas. Evite acessórios pendurados ou sobre a bancada — conserve nesse espaço, unicamente, o necessário.

3. Pense na iluminação

Uma das características dessa decoração é a iluminação. De fato, uma casa bem iluminada enriquece os espaços e, para isso, vale utilizar alguns recursos. O ponto de iluminação é um deles, que busca valorizar algumas particularidades do ambiente, tais como o design de armários, as cores, entre outras.

Além disso, uma boa claridade é sempre bastante valorizada na rotina de uma cozinha, contribuindo para a execução das variadas tarefas.

4. Invista na praticidade

Uma cozinha minimalista é prática. Isso significa que nesse ambiente você deve priorizar a funcionalidade. Por isso, prefira acessórios que não acumulem, mas sim organizem a sua cozinha.

Armários e eletrodomésticos embutidos na bancada são uma ótima solução para isso, como máquina de lavar louça embutida, micro-ondas embutido, entre outros recursos bem funcionais.

5. Busque eletrodomésticos e acessórios clean

cozinha minimalista com eletrodomésticos e acessórios embutidos

Outra característica que se aplica à decoração minimalista é quanto ao design dos acessórios e eletrodomésticos. O estilo baseia-se em formas puras, simples e retas. Sendo assim, as peças no estilo clean, com cores neutras, são as indicadas para esse décor.

Então, se você é fã desse estilo decorativo, lembre-se que o foco dessa decoração é manter um ambiente limpo e funcional. Uma cozinha minimalista é, acima de tudo, prática e clean, com tudo nos seus lugares e o mínimo de acessórios visíveis.

Gostou deste post? Assine, então, nossa newsletter e não perca mais nenhum post interessante daqui para frente. Você passará a receber nossas atualizações via e-mail e ficará por dentro de todas as novidades!

como fazer nhoque tradicional

Como fazer nhoque caseiro: veja 4 receitas diferentes

Você sabe como fazer nhoque caseiro? Conhece as muitas versões existentes da iguaria? Se ele já é delicioso na forma original, imagine com inovações! Por conta disso, podemos afirmar: vale a pena aprender receitas desse alimento que é tão prática, versátil e com sabor inconfundível!

Pensando nessa grande variedade e nas múltiplas opções que existem, vamos listar 4 receitas diferentes para você aprender como fazer nhoque caseiro. Prossiga com a leitura e escolha a opção que mais agrada ao seu paladar!

História do nhoque — onde tudo começou

Antes de listarmos algumas receitas para inspirar você, vamos contar um pouco da história desse alimento tão antigo que nasceu na Itália, durante os penosos tempos de guerra, como uma alternativa para os mais pobres se alimentarem.

Derivado de uma mistura de farelos de pão, com um pouco de farinha e água quente, surgiu uma massinha modelável que foi cortada em pequenas porções e depois cozida em um caldo enriquecido com ossos de galinha e vegetais. Inicialmente, o pão era a base da receita, e só tempos mais tarde é que a batata foi incluída dando origem à forma como conhecemos o nhoque hoje em dia.

Vale dizer que depois disso, muitas versões novas foram surgindo e a diversidade de modos de preparo se ampliou de maneira significativa. Algumas receitas levam ovos e até diferentes tipos de farinhas como a de trigo, a de arroz e semolina. Vamos conhecer algumas no tópico abaixo!

Como fazer nhoque — 4 receitas diferentes

Se chegou até aqui, sabe que o nhoque tradicional apenas inaugurou a forma de preparar e comer essa delícia italiana. Confira, abaixo, a receita convencional e muitas outras!

 1. Nhoque tradicional

Ingredientes:

  • Água filtrada para o cozimento;
  • 5 batatas inglesas grandes;
  • 1 xícara de farinha;
  • sal a gosto.

Modo de preparo

Coloque as batatas para cozinhar em uma panela alta, para evitar que a fervura transborde. Adicione sal a gosto, já nessa etapa. Depois de cozidas, esprema as batatas com um espremedor ou amasse com um garfo.

Feito isso, ponha as batatas amassadas em um bowl grande e adicione a farinha de trigo, amassando e misturando até que ela esteja totalmente incorporada à massa.

Em seguida, faça rolinhos com a massa e corte em pedaços de aproximadamente 2 cm. Aproveite a panela do cozimento das batatas, coloque novamente água para ferver com mais um pouco de sal. Nessa etapa, é possível adicionar à água temperos frescos, como alecrim, manjericão ou salsa, pequenos truques culinários para agregar mais sabor ao nhoque.

Cozinhe os pedaços cortados da massa, até que eles comecem a boiar na superfície do caldo. Retire-os com uma escumadeira, deixe-os escorrer em uma peneira grande e jogue água fria por cima, para interromper o cozimento.

Sirva com o molho de sua preferência. No caso do nhoque tradicional, o mais comum é o molho de carne em caldo de tomate, mais conhecido como bolonhesa.

2. Nhoque fitness de batata-doce

como fazer nhoque de batata doce

Ingredientes:

  • Água filtrada para o cozimento;
  • 5 batatas doce grandes;
  • azeite;
  • 1 xícara de farinha de arroz ou outra que não tenha glúten;
  • 50 g de queijo parmesão (opcional);
  • Alecrim e sálvia frescos;
  • sal a gosto.

Modo de fazer

Para um sabor mais marcante, esse nhoque é preparado de uma maneira um pouco diferente da tradicional, especialmente, no que se refere ao cozimento das batatas.

Nessa receita, as batatas são assadas no forno, sem casca, e regadas no azeite, com ramos de alecrim e sálvia salpicados sobre elas. Após assadas, elas devem ser amassadas e misturadas com a farinha e o queijo parmesão.

Em seguida, o procedimento passa a ser idêntico ao anterior, modelar, cortar, e cozinhar em água fervente. Para o molho, nossa sugestão é um molho de tomate fresco, com muçarela de búfala e manjericão fresco para finalizar.

3. Nhoque de batata baroa

Ingredientes:

  • Água filtrada para o cozimento;
  • 500 g de batata baroa;
  • 1 dente de alho;
  • 1 pedaço médio de alho poró;
  • 1 xícara de farinha de semolina;
  • sal a gosto.

Como fazer

Esse nhoque fica simplesmente divino e vai bem com uma variedade grande de molhos e acompanhamentos! Seu modo de preparo segue a forma padrão com cozimento das batatas na água. Para isso, adicione o sal a gosto e o pedaço de alho poró na água de cozimento.

Depois de cozidas, amasse ou esprema as batatas, adicione a farinha de semolina e mais um pouco de sal. O dente de alho deve ser amassado ou ralado e acrescentado à massa para um sabor um pouco mais apurado.

Em razão da enorme versatilidade da batata baroa, os molhos podem ser os mais variados — desde cogumelos refogados em molho branco com queijo grana padano, passando por ragus de carne de cordeiro e até um simples molho vegano feito com tomates, berinjela e abobrinha. Escolha o seu e usufrua dessa maravilha da gastronomia!

4. Nhoque de abóbora

como fazer nhoque de abóbora

Ingredientes:

  • Água filtrada para o cozimento;
  • 800g de abóbora japonesa;
  • 1 e ½ xícara de farinha;
  • 1 gema de ovo;
  • 2 colheres de sopa de manteiga;
  • Um punhado de alecrim;
  • sal e pimenta a gosto.

Como fazer

Nessa versão de nhoque as abóboras também são assadas no forno, e podem receber temperos extras durante esse processo, como pimenta e alecrim ou algum outro de sua preferência.

Depois de assadas, devem ser amassadas e misturadas com a farinha, a gema e a manteiga. Diferentemente das outras receitas, essa massa precisa descansar por 24 horas na geladeira, a fim de que uma consistência boa para a manipulação seja alcançada.

Então, após esse prazo, retire a massa da geladeira, polvilhe uma superfície limpa com um pouco de farinha e molde a massa, cortando, mais uma vez em pequenas porções.

Feito isso, a massa deve ser cozida em água fervente e retirada rapidamente, pois aqui, o cozimento é mais rápido. Para o molho, uma boa ideia é fazer um molho branco com o marcante queijo de cabra e salpicar amêndoas na montagem do prato, para uma dose de textura e crocância.

E aí, ficou com água na boca só de ler essas receitas apetitosas? Seja em qual versão for, uma coisa é certa: o nhoque é uma comida deliciosa que aquece o coração e é uma excelente alternativa para os almoços de domingo com a família!

E agora que você aprendeu as 4 receitas diferentes de como fazer nhoque caseiro, assine a nossa newsletter e receba as nossas dicas e novidades em sua caixa de entrada. Prometemos não enviar spam!

dia das mães flores com amor

Aprenda já a escolher o melhor presente para dia das mães!

Você já comprou seu presente para o dia das mães? Tarefa difícil, não é mesmo? De fato, o receio de errar é grande, visto que queremos escolher sempre o melhor e nessas horas temos muitas dúvidas. Afinal, o que queremos é que elas amem nosso presente!

Mas sabia que a melhor forma de não errar nessa missão é identificar o perfil de sua mãe? Só assim é possível descobrir os presentes que mais agradam a ela. Dessa forma, evitam-se horas no shopping ou mesmo diante do computador na maior indecisão.

Para descobrir o perfil de sua mãe, basta reunir as características principais de sua personalidade, seus gostos e preferências.

Sendo assim, resolvemos listar para você os perfis mais comuns entre as mães e, dessa forma, tornar mais fácil a identificação da sua. Também relacionamos os perfis e os presentes mais adequados para cada um deles. Acompanhe!

Básica

Mãe básica evita desperdício e geralmente é discreta. Prefere presentes úteis que não estejam condenados ao fundo do armário. Não faz questão de nada muito sofisticado e dá valor à simplicidade — só não esqueça do estilo. Suas coisas são muito utilizadas e não gosta de muita variedade. Por isso, observe-a e veja o que ela realmente está precisando.

Para esse tipo, os presentes ideais para o dia das mães são: bolsa transversal, blusa simples, tênis, calça jeans tradicional, bijuteria discreta, sapatilha, eletrodomésticos úteis, celular, entre outros.

Prática

Se sua mãe tem o perfil de prática, evite presenteá-la com objetos complicados. Ela aprecia tudo que é chegado à praticidade e não gosta de encher a casa de objetos. Ela prefere presentes úteis e que realmente vá usar. Observe os objetos que ela inda não possua e que sejam necessários para o seu dia a dia.

Boas sugestões para mães desse tipo são: tênis básico, calça jeans básica, camisa tradicional, perfume de sua preferência, objetos para a casa que ela ainda não tenha e celular.

Romântica

A mãe romântica ama coisas delicadas para a casa, pois adora vê-la sempre bonita e arrumada. Gosta de variados tipos de presentes e aprecia os mais delicados. Gosta de estar sempre arrumada e adora ganhar objetos pessoais simples e graciosos.

A mamãe com esse perfil vai amar os seguintes presentes: itens de decoração, bijuterias e joias delicadas como brincos, pulseiras e colares. Também podem agradar: relógio, bolsa pequena e delicada no estilo candy, perfume com aroma suave e romântico, roupas finas, sapatilha, tênis básico, etc.

Dona de casa

dia das mães cozinheira e dona de casa

A mãe dona de casa é aquela que curte muito a sua casa, apesar de também gostar de sair e de se divertir.

Ela ama tudo que se refere à casa, por isso é conveniente observá-la bem para saber o que realmente está precisando, pois não há nada melhor que presenteá-la com algo útil e que realmente goste. Geralmente, esse tipo prefere itens pessoais mais básicos.

A mãe caseira vai adorar os seguintes presentes: calça jeans, camisas básicas, relógio, celular, eletrodomésticos, itens de cozinha e objetos de decoração, como tapetes, almofadas, luminárias, abajur e vasos decorativos de porcelana.

Baladeira

A mãe do tipo baladeira é aquela que adora sair. Não tem tempo ruim para ela. É, geralmente, moderna, gosta de seguir a moda e é bastante jovial. Aprecia uma variedade de presentes pessoais para estar sempre bonita e bem-arrumada na hora de sair.

Observe-a e verifique algo que ela esteja precisando. Evite dar coisas para casa — esses itens ela mesma vai preferir comprar.

Os presentes ideais para esse tipo de mãe são: roupas fashion, relógio, perfume de sua preferência, bijuterias e joias, sapato alto, maquiagem, tênis básico e tudo mais que a deixe mais bonita.

Sofisticada

A mãe sofisticada gosta de tudo do bom e do melhor. Não liga para o preço das coisas, o que interessa é a qualidade. Por isso, preste atenção nas marcas que escolher. Ela gosta de produtos de excelente qualidade e finos. É chegada a itens fashion e segue as tendências da moda.

Se quiser dar alguma coisa para casa, dê algo ligado à decoração, mas que tenha um ar moderno e estiloso.

A mãe sofisticada vai apreciar os seguintes presentes: roupas fashion de acordo com seu gosto, perfume francês, sapatos de grife, relógio de uma boa marca, óculos de sol, joias e bijuterias finas, bolsa de grife conceituada e itens finos de decoração.

Fashionista

Mães desse tipo estão sempre antenadas com a moda. Amam se vestir de acordo com tendências e, logicamente, adoram ganhar presentes que as deixem modernas e atuais. Geralmente são mães com aparência jovial e que se mantêm vestidas de acordo com o que dita a moda.

Para presenteá-la, é necessário dar uma pesquisada para saber os lançamentos e novidades do mundo fashion, as cores mais modernas e as novas tendências.

Os melhores presentes para a mãe fashionista são: acessórios variados, bolsa, relógio, roupas, tênis, perfume, óculos de sol, joias ou bijuterias finas. Mas não esqueça de verificar se estão realmente na moda.

Esportiva

dia das mães para Mae esportista

Se sua mãe é esportiva, ela vai amar itens pessoais que vão deixá-la pronta para malhar. Hoje em dia as confecções apostam nesses artigos, pois é cada vez mais comum as pessoas se dedicarem à atividade física.

Mães desse tipo adoram ir arrumadas para academia, com roupas apropriadas e descoladas. No entanto, não deixam de ser donas de casa, por isso é bom saber o que realmente precisam e gostam de ganhar. Muitas vezes objetos para casa são muito bem-vindos. Então, é bom pesquisar.

Mães atletas vão gostar de ganhar os seguintes presentes: roupas de academia, bolsa esportiva, óculos de sol, celular, bijuterias, relógio, tênis esportivo, luvas para malhar, meias coloridas, itens de decoração, entre outros.

Como você pôde ver neste artigo, comprar presente para o dia das mães não é esse “bicho de sete cabeças”. Basta saber o perfil de sua mãe. Assim, fica mais fácil escolher diante tantas alternativas. Confira nossas dicas e faça sua escolha. Temos certeza que ela vai amar!

Você gostou de nossas dicas de presentes para o dia das mães? Então siga nossas páginas nas redes sociais para ficar por dentro de todas atualizações: estamos no Facebook e no Instagram!

decoração de sala de estar com iluminação

Quer saber como fazer a decoração de sala de estar? Veja 8 dicas!

A sala de estar é um ambiente fundamental para qualquer lar. Inicialmente, porque ela é o cartão de visitas da sua casa, já que quase sempre é por onde as pessoas entram e você recebe as visitas. Depois, porque é um espaço de reunião familiar, de descanso e descontração. Por causa disso, é muito importante planejar muito bem a decoração de sala de estar.

Pode até parecer uma tarefa simples, mas é necessário levar em conta diversos fatores para garantir uma decoração coerente e que se adapte ao seu modo de vida. Entre esses fatores estão: o tamanho da sala, o seu estilo e até mesmo o orçamento disponível para a compra de materiais.

Se você quer decorar a sua sala de estar ou repaginá-la, mas não sabe por onde começar, confira agora mesmo as 8 dicas que preparamos para você!

1. Tire as medidas

O primeiro passo para iniciar a decoração de sua sala de estar é conhecer as medidas. Com isso, você tem em suas mãos um dado importante para saber os limites de espaço e poder trabalhar sem extrapolá-lo.

Dessa forma, você pode escolher os móveis de forma mais eficiente, além de planejar a disposição de cada um deles, garantindo assim melhor aproveitamento do espaço.

Uma dica para que você visualize melhor essas dimensões, é desenhar a planta num papel, indicando a medida de cada parede. Não se esqueça também de incluir portas e janelas.

2. Escolha o estilo de decoração

Escolher um estilo para orientar a sua decoração ajuda a ter um norte na hora de escolher os móveis e objetos que vão fazer parte da sua sala de estar. Para fazer essa escolha, a primeira coisa que deve ser levada em consideração, é seu gosto pessoal e seu modo de vida.

Pessoas mais jovens e descontraídas, por exemplo, podem optar por um estilo colorido ou mais moderno. Já quem gosta de uma decoração clássica e sóbria deve priorizar uma decoração mais tradicional, usando móveis de madeira e cores claras.

Outra questão que deve ser sempre ponderada é o seu orçamento, já que existem estilos que pesam mais no bolso. Em função disso, elabore um planejamento prévio para definir o quanto você pode gastar.

3. Evite o excesso de objetos e móveis

decoração de sala de estar arejado e ventilado

Você não é obrigado a ser um minimalista na sua decoração, mas também não deve se exceder na hora de incluir móveis e objetos na sua sala de estar. Falamos isso porque o excesso pode acabar em uma composição confusa e sem coesão.

Sabendo disso, antes de dar início à sua decoração, faça uma pré-seleção entre os objetos que você já tem para identificar aqueles que pretende manter e quais podem ser retirados. O que ficar de fora dessa seleção pode ser redistribuído em outros cômodos da casa ou passados adiante.

4. Não esqueça das paredes

Passamos muito tempo planejando móveis e objetos para estantes e aparadores, mas muitas vezes esquecemos que as paredes também podem ser decoradas. Sendo assim, fique atento ao potencial das decorações verticais, que podem dar um toque especial à sua sala de estar.

Você pode explorar esse potencial com quadros de diversos tamanhos e tendências, que estejam de acordo com o estilo de seus móveis. As texturas também são uma excelente ideia, pois servem tanto para dar um novo acabamento às paredes quanto para incrementar o visual. Outra opção, é criar um jardim vertical, que dá um “quê” de leveza ao cômodo.

5. Planeje as cores

Dar nova cor ao ambiente é uma excelente forma de renovar a decoração da sua sala de estar, mas é um passo que merece bastante atenção para não errar na escolha das cores. A princípio, você deve harmonizar a cor das paredes com a decoração para não criar um ambiente sem coerência.

Outra questão que você deve considerar, por exemplo, é o tamanho do ambiente, pois cores escuras tendem a criar a ilusão de que o espaço está menor. Em virtude disso, caso sua sala seja muito pequena, dê preferência a tons claros.

6. Defina os móveis de acordo com o espaço

Você pode até sonhar com aquele sofá gigante em formato de L, mas não adianta colocá-lo numa sala pequena. Devido a isso, planeje os móveis pensando no tamanho do ambiente que você tem disponível, levando em conta as portas e janelas para não impedir a circulação no ambiente.

É bom ressaltar que os móveis planejados são uma excelente alternativa para otimizar o seu espaço, mas você não precisa recorrer a eles. O mercado está cheio de opções e você tem condições de encontrar móveis que tenham o tamanho perfeito para a sua sala. Basta fazer uma pesquisa com calma e atenção.

7. Aposte em plantas

decoração de sala de estar com plantas

As plantas estão com tudo diante da tendência do Urban Jungle. Elas são excelentes para compor a decoração e dar mais vida aos ambientes internos, basta você saber quais combinam com o seu estilo e quais podem ser mais bem adaptadas às condições da sua sala.

As palmeiras raphis e espadas-de-são-jorge, por exemplo são plantas muito bonitas e que não exigem muitos cuidados. Caso você tenha uma janela que transpasse luz solar, outras opções são os cactos e as suculentas. Pessoas mais clássicas podem, ainda, dar preferência aos tradicionais vasos de flores, que ainda alegram a casa com suas cores.

8. Capriche nos objetos

Depois de pensar em questões estruturais e nos móveis, é hora de escolher os objetos que vão fazer parte da sua decoração. Existem inúmeras opções, entre vasos, espelhos, porta-retratos, esculturas etc. Lembre-se de harmonizá-los com o restante da decoração e, é claro, com a sua personalidade. Assim, você vai deixar a sua casa com a sua cara — bonita e aconchegante.

Como você acabou de ver em nossas dicas, existem diversas formas de trabalhar para fazer uma boa decoração para a sua sala de estar. Às vezes, tudo o que você precisa é de um novo olhar e de um pouco de criatividade para dar um toque especial e um novo ar ao seu ambiente!

Agora que você já conferiu nossas dicas para fazer uma boa decoração de sala de estar, que tal dividi-las com seus amigos? Compartilhe nosso post em suas redes sociais!