belo e romântico casamento na praia

Há quem goste de um enlace bem tradicional, realizado em um local fechado e com todos os detalhes típicos. Por outro lado, tem quem prefira uma cerimônia moderna e com muito contato com a natureza. Ao explorar os tipos de casamentos, talvez você se apaixone pelo casamento na praia.

A areia nos pés, a brisa nos cabelos e as ondas que quebram sem parar formam um visual incrível para o matrimônio. Com bastante iluminação natural, até as fotos serão mais bonitas. Mas, para obter todos esses efeitos, é fundamental saber organizar esse evento.

Não quer ficar com nenhuma dúvida? Então, continue lendo e descubra como planejar o seu casamento na praia!

1. Planejamento

Durante a organização do casamento é fundamental pensar em todos os detalhes, já que essa opção é bem diferente do estilo tradicional. Alguns fatores especiais têm que ser considerados para evitar imprevistos, então é essencial se preparar do jeito certo.

Para que o casamento na praia aconteça como em seus sonhos, veja quais são as principais etapas do planejamento.

Acerte no lugar, dia e horário

Tudo começa com definições muito importantes: onde, quando e em qual horário. Ao definir o local do casamento, é fundamental pensar em qual é a distância até a praia de interesse. Se o enlace fica fora da cidade, do estado ou até do país, no melhor estilo destination wedding, é preciso planejar como os convidados chegarão até lá.

Também é necessário definir se a praia será pública ou privada, como aquelas dos hotéis. A primeira opção, em geral, é mais acessível, mas não dá para impedir a presença de outras pessoas, por exemplo.

Na sequência, defina em qual período do ano será o matrimônio. Fuja das épocas chuvosas ou frias, mas também evite o alto verão. Quando o calor atinge o seu máximo, o casamento na praia pode se tornar bastante desconfortável.

Por fim, defina o horário. Se você decidir se casar em uma época quente, prefira o meio da manhã ou o final da tarde. No inverno, evite o começo da noite, pois a brisa pode ser muito gelada.

Solicite a autorização da prefeitura

Agora que você acertou nas definições iniciais, é hora de correr atrás da autorização da prefeitura. Normalmente ela é exigida para casamentos em praias públicas e garante que não haja problemas com as autoridades. Verifique se é preciso apresentar documentos e pagar taxas e descubra quais são as regras, como horários e o volume do som.

Ao se casar em uma praia particular, veja com o responsável o que é necessário para conseguir a autorização para realizar a cerimônia.

Conte com os equipamentos e acessórios certos

Depois de visitar a praia pelo menos uma vez, é hora de selecionar todos os itens que serão necessários. As cadeiras são indispensáveis para garantir o conforto dos convidados e também é válido montar um pequeno altar de estrutura móvel.

Para se prevenir dos imprevistos, alugue uma tenda. Ela servirá para momentos de chuva ou muito vento e protegerá os convidados do sol. Dependendo do estilo do matrimônio, a tenda pode ser montada desde o começo do evento ou ser aberta conforme a necessidade.

Faça escolhas condizentes com o lugar

As demais definições têm que estar alinhadas ao clima que um casamento na praia oferece. Ao planejar lua de mel, por exemplo, dá para definir um destino próximo da cerimônia e igualmente paradisíaco.

Também é importante selecionar do jeito certo os vestidos das madrinhas e os ternos dos padrinhos, que não devem ser muito pesados. Além disso, pense nas demais etapas, como duração da celebração, se será servido algo após o “sim” e antes da festa e até quais serão as músicas apresentadas.

Defina onde será a festa

Em geral, o casamento na praia inclui apenas a cerimônia por conta da limitação do espaço. Se for esse o seu caso, é o momento de definir onde será a festa de casamento. Em praias particulares, principalmente as de resorts, dá para aproveitar beach clubs e estruturas semelhantes. Se não for viável, opte por um salão próximo e com acesso facilitado.

Já se você quiser curtir a areia ao máximo e tiver autorização para isso, convém utilizar uma tenda maior, onde ficarão dispostas as mesas e as cadeiras. Nesse ambiente, a festa pode acontecer em um visual que foge do óbvio. Os convidados vão adorar!

2. Vestido para casamento na praia

Uma das escolhas mais importantes de qualquer matrimônio é o vestido de noiva. Para viver o seu dia em grande estilo, é fundamental ficar com aquela peça que tem tudo a ver com você e com a sua personalidade.

Ao fazer um casamento na praia, também é necessário pensar no uso da peça nesse ambiente. Nem todo modelo será adequado para a área, então é preciso escolher corretamente. Quer dicas para comprar o vestido certo? Confira nos próximos tópicos.

Opte por tecidos leves

Mesmo que você planeje um enlace na meia estação ou em um horário com clima ameno, é provável que o lugar esteja um pouco quente. Afinal, a areia absorve calor ao longo do dia.

Para não sofrer com o incômodo e se adaptar bem ao cenário, é fundamental selecionar tecidos leves. Recorra a alternativas como tule, renda, seda e peças naturais. Assim, o corpo respira com facilidade e você conseguirá um efeito leve que tem tudo a ver com o local.

Tenha cuidado com o volume

Não adianta adotar um tecido leve, mas ficar com um vestido de várias camadas. O acúmulo na peça a deixará mais pesada e quente, além de bem menos móvel. Será difícil se locomover, especialmente com os pés na areia.

Em vez de um vestido princesa ou uma longa cauda, o ideal é ficar com um de corte reto ou até com um modelo sereia. Além de definirem o corpo, essas opções evitam que seja difícil curtir o próprio casamento.

Considere fugir do longo

O tradicional é que a noiva utilize um vestido longo, já que a celebração é formal. Como um casamento na praia é pouco convencional, essa regra não precisa ser seguida à risca. Em vez de um vestido longo, é possível optar por um modelo de comprimento reduzido.

Os vestidos midi são ótimas alternativas para quem busca um visual entre o clássico e o moderno, mas sem perder o conforto. Se não quiser ousar tanto, você pode investir em um modelo com transparência: apesar da saia longa, o aspecto é de um vestido curto ou médio com um tule ou renda por cima. É uma forma de adotar um look moderno, mas sem perder o charme.

Arrisque na cor

Um matrimônio praiano combina com cores claras, o que torna o vestido branco uma opção adequada para o momento. Contudo, não é preciso focar apenas nessa cor. Como o visual paradisíaco traz outros tons, dá para sair do lugar-comum e escolher uma peça diferente.

Por causa da areia dourada, é viável investir em uma versão pérola, off-white ou mesmo bege, nude ou champanhe. Se preferir, também dá para adotar um vestido cinza, prateado e até um azul bem claro.

Quem for mais ousada pode ficar com alternativas com bordados coloridos próximos à barra. O importante é que a escolha reflita a sua personalidade e combine com o ambiente.

Não se esqueça do sapato

Depois de decidir a peça principal, não se esqueça de que o sapato tem grande relevância. Por causa do aspecto fofo da areia não é recomendado usar salto, principalmente na versão fina. Você ficará desconfortável e ainda aumentará os riscos de sofrer acidentes.

Para garantir o aspecto perfeito, o ideal é usar uma sandália baixa, como uma rasteirinha. Se ela for bem trabalhada, como com pedras, pérolas ou mesmo conchas, é possível obter um visual sofisticado, elegante e que tem tudo a ver com a cerimônia.

3. Convites

Enviar os convites para os familiares e amigos é um momento muito especial. É a garantia de que todos serão avisados do enlace e o primeiro passo para a cerimônia. Ao estabelecer a praia como testemunha da união, os convites têm que ser planejados de um jeito único.

Já que essa elaboração não é como a de um matrimônio tradicional, você tem que conhecer algumas dicas.

Siga o mesmo estilo da cerimônia

Se o casamento será na praia, com tecidos leves e um toque de descontração, por que escolher um convite robusto, de papel grosso e com letras metálicas tradicionais? Essa decisão, inclusive, pode dar a impressão errada sobre como será a cerimônia.

O ideal é que esse elemento traga uma “prévia” da celebração, então é essencial seguir no mesmo estilo. Opte por materiais diferentes, como papel reciclado ou até envelhecido, dando um toque vintage ao convite. Também vale a pena realizar aplicações de conchas ou pérolas e usar as cores que têm tudo a ver com esse ambiente.

Invista na criatividade

Se quiser surpreender os convidados de um jeito positivo, é muito importante apostar em alternativas criativas. Elas trazem muita personalidade e já deixam todo mundo no clima.

Que tal enviar um par de chinelos com o tema do casamento junto ao convite? Ou, então, apresentar as informações em um papel preso em uma garrafa de vidro? Se preferir, também é possível adotar um convite ilustrado e até com uma foto do casal com os pés na areia. Não faltam alternativas para criar uma apresentação diferenciada e que chama a atenção pelos motivos certos.

Não tenha medo das cores

Na hora de elaborar o seu convite, você verá que muitas inspirações se mantêm no branco ou no azul, em seus diferentes tons. Essas são opções clássicas e que funcionam muito bem — mas não são as únicas.

Se fizer sentido para a sua celebração, invista em outros tons, como o dourado. Ele transmite uma ideia moderna e refinada ao mesmo tempo. Já o verde e o vermelho trazem um ar tropical, enquanto o amarelo dá um toque solar. Escolha uma paleta que transmita a mensagem certa e não tenha medo dos tons!

Apresente as informações de forma clara

Para muita gente, um casamento na praia é novidade. Entre os seus amigos e familiares, especialmente os mais velhos, é provável que haja alguém que nunca foi em uma celebração desse tipo. Então, é importante que o convite traga todas as informações relevantes.

Especifique, por exemplo, qual é o modelo de traje a ser utilizado e se existe alguma cor de preferência. Muitas noivas optam por solicitar que os convidados apareçam de branco para criar um efeito mais bonito e, se for o seu caso, é necessário deixar isso bem claro.

Dê indicações sobre o lugar da cerimônia e como chegar. Se o local não for tão acessível, marque um ponto de encontro principal e disponibilize um mapa para facilitar a chegada. Ao deixar tudo claro, é mais fácil garantir o conforto de todo mundo.

Não se esqueça do RSVP

O casamento é na praia, mas algumas tradições têm que ser mantidas para que as etapas saiam como o esperado. Uma delas é a prática de RSVP, em que os convidados confirmam suas presenças para ajudar na estimativa de pessoas que estarão com os noivos.

Entre os diversos elementos do convite, não deixe de incluir uma área para o RSVP. Indique a data-limite para a confirmação e aponte como ela acontecerá (se por telefone ou site, por exemplo). Dê algum destaque para essa informação para que ninguém perca a chance de marcar presença!

4. Decoração para casamento na praia

Mesmo quando acontece em um lugar indoor, como uma fortaleza, o casamento na praia continua despojado, alegre e com muito contato com a natureza. Porém, isso não significa que é preciso abrir mão da decoração — muito pelo contrário.

É interessante pensar em como valorizar um cenário que já é incrível e trazer elementos que sejam a cara de vocês dois. Para não errar, veja como acertar na decoração do evento:

Defina a paleta de cores ideal

Antes de começar a trabalhar a decoração, é fundamental escolher quais serão as nuances utilizadas. Por se tratar de um casamento com uma pegada natural, o melhor é adotar tons luminosos e mais leves.

O branco é uma excelente pedida, assim como o azul-claro e o bege. Também dá para investir no amarelo, no verde e até no rosa.

Se quiser dar um toque rústico, o marrom com verde ou rosa dá um aspecto bastante único. Se estiver à procura de algo aceso, o amarelo e o verde são boas opções. Apenas fuja de tons muito intensos, como o roxo ou preto, e de combinações pouco harmônicas ou “pesadas”.

Escolha flores resistentes

As flores são indispensáveis em um casamento na praia, mas devem ser eleitas com cuidado. É provável que elas fiquem expostas a condições como o vento, a incidência solar e as temperaturas elevadas. Então, é essencial dar preferência para os tipos resistentes.

As rosas e as hortênsias não são tão adequadas, pois podem perder o aspecto bonito em pouco tempo. Por outro lado, os copos de leite, as azaleias e os girassóis são alternativas perfeitas. Para dar um toque intenso de cor, as gérberas e até as suculentas são interessantes.

Monte o altar perfeito

Um dos elementos mais importantes de uma decoração de casamento na praia é o altar. Esse espaço que abriga os noivos e o celebrante tem que ser planejado com cuidado, já que impacta o visual da cerimônia.

Na hora de montar o seu, considere utilizar uma estrutura de madeira de fácil remoção. Se quiser um resultado rústico, deixe o material exposto e use alguns galhos para reforçar a sensação. Se preferir algo romântico, invista nas flores e nos tecidos fluidos. Com o vento, o efeito ficará incrível.

O lugar do altar também é importante e o ideal é que ele enquadre o melhor da vista para o oceano. Como resultado, o seu “sim” será ainda mais bonito.

Acerte no caminho da noiva

Outro elemento que exige atenção é o caminho da noiva. Nas igrejas, ele surge com longos tapetes tradicionais, mas na praia é diferente. Você pode investir, por exemplo, em uma espécie de passarela de madeira para aumentar o conforto.

Também dá para apostar em uma esteira, que tem o toque rústico e garante uma boa experiência. Se estiver em busca de algo mais romântico, as pétalas de rosas são ideais para compor todo o caminho. Para quem vai se casar à noite ou no final da tarde, as tochas havaianas dão um aspecto de luau e um charme extra para as fotos.

Tenha cuidado com as ondas

Depois de escolher tudo com muito carinho, seria frustrante ver suas peças sendo levadas pelo mar, certo? Então, é fundamental posicionar toda a decoração em uma distância segura da maré alta.

O melhor é ficar mais próximo da orla, já que as chances de os itens serem molhados ou arrastados ficam bem menores. Não se esqueça de que algumas ondas podem ser maiores que as outras, então tenha uma margem de segurança para evitar os acidentes.

5. Checklist para casamento na praia

Para que a sua celebração seja perfeita, é fundamental cuidar de cada detalhe. É preciso pensar nas mesas da festa e em suas decorações, nos arranjos da mesa do bolo e de doces e até na música que vai tocar.

Para que nada saia errado, ter uma checklist é de grande ajuda. Como um guia, ela permite que você verifique se já fez tudo o que deveria. Além dos pontos anteriores, também é imprescindível considerar os seguintes aspectos:

Buffet

Já que o casamento é na praia, o melhor é investir em comidas leves e que tenham a ver com o tema. Frutos do mar, ceviche e preparações frias são as melhores pedidas. Se a festa for na areia, é preciso tomar cuidado. O espaço não dispõe de toda a infraestrutura necessária e alguns alimentos que estragam rápido podem ser perigosos.

Antes de definir o menu, portanto, avalie qual será o estilo da celebração e onde ocorrerá a festa. Se não houver toda a infraestrutura exigida, considere alugar um quiosque nas proximidades ou opte por preparações mais resistentes e saborosas.

Limpeza

Depois que o casamento na praia é encerrado, é missão dos organizadores garantir que tudo fique limpo — especialmente nos espaços públicos. Então, é fundamental incluir essa etapa de limpeza em seu planejamento.

Para ter um resultado profissional, o melhor é contratar uma equipe especializada. Com os profissionais certos, é possível garantir que a praia fique limpa, assim como estava antes, para evitar problemas.

Segurança

Quando o casamento é em uma área pública, é recomendado ter o apoio de uma equipe de segurança. A função principal do time é garantir que tudo transcorra sem maiores preocupações, além de evitar que não convidados participem da celebração.

Durante a festa, esse grupo é ainda mais importante, pois ajuda a impedir penetras. Novamente, é preciso escolher uma empresa profissional e de qualidade com experiência nesse tipo de evento.

Fotografia

Para relembrar esse dia inesquecível, nada melhor do que poder olhar o álbum de casamento, certo? Por isso, é essencial ter o apoio de um bom fotógrafo ou até de um time para a gravação e edição de vídeo.

Os profissionais registrarão os momentos de uma perspectiva única e permitirão que você os reviva sempre que quiser. Antes de fechar negócio, observe o portfólio e garanta a qualidade para que os registros sejam perfeitos!

Depois de passar por todas essas etapas, é hora de conferir a sua checklist para que nada fique de fora. No casamento na praia, cumpra os seguintes pontos:

  • escolher dia, local e hora;
  • obter a autorização da prefeitura ou do proprietário da praia particular;
  • visitar a praia para decidir qual é o melhor lugar de realização;
  • planejar os trajes dos convidados e dos padrinhos e madrinhas;
  • elaborar e enviar os convites com antecedência;
  • alugar mesas, cadeiras, tendas, gerador e aparelho de som;
  • definir o lugar da festa;
  • fechar contrato com os fornecedores de decoração, inclusive de flores e toalhas;
  • escolher o menu e contratar o buffet;
  • selecionar os responsáveis por som, vídeo e fotografia;
  • contratar uma equipe de segurança;
  • planejar a limpeza da praia após o evento.

Transformar o sonho de ter um casamento na praia em realidade é possível. Ao usar todas essas dicas, você fará as melhores escolhas e terá todo o planejamento necessário para criar momentos inesquecíveis!

Quer mais dicas para o seu casamento e o seu lar? Assine nossa newsletter e fique sempre por dentro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This