um cão e alguns cuidados com cães e gatos

Não é exagero afirmar que os animaizinhos de estimação como cães e gatos são verdadeiros membros da família. Assim, merecem todos os cuidados e atenção que possam garantir o bem-estar deles.

Contudo, nem sempre os donos de animais sabem exatamente o que fazer tanto para cuidar da saúde dos bichinhos quanto para garantir a saúde da família.

Pensando nisso, elaboramos um miniguia para ajudar você nos cuidados com cães e gatos criados em casa. Leia o post e descubra!

Atente para a hidratação dos animais de estimação

Com toda certeza animais de estimação são a alegria da casa, mas nem sempre quem pega um filhotinho para cuidar sabe exatamente o que fazer. Uma questão que pode suscitar alguma dúvida é a que diz respeito à hidratação dos pets.

Para garantir a saúde dos bichinhos é fundamental que eles permaneçam hidratados e para isso é preciso que tenham água fresca à disposição.

Especialmente no verão é necessário trocar mais vezes o recipiente com água e substituí-la por água fresca, pois o calor pode torna-la desagradável para o consumo, e o animal pode evitar consumi-la, mesmo estando com sede. Outra possibilidade é colocar uma pedrinha de gelo na água para garantir uma temperatura mais amena.

Minimize os efeitos do calor no seu pet

Contudo, não basta cuidar da hidratação, pois o calor excessivo pode prejudicar a saúde e o bem-estar dos cães e dos gatos.

Sendo assim, em dias muito quentes mantenha o espaço em que o animal está, fresco com uma temperatura confortável. Para identificar se o animal está incomodado, observe se ele está parecendo muito cansado e sem disposição, ou se está bebendo mais água que o normal.

Uma vez comprovado o desconforto, é importante não transferir instantaneamente o animal de um local quente, para outro já refrigerado, pois isso pode resultar em um choque térmico.

Ao contrário, use um ventilador para refrescar o ambiente, e nunca o aponte diretamente para onde o animal está deitado, por exemplo. Ou se preferir usar o ar-condicionado cuide para que o animal já esteja no ambiente quando o aparelho for ligado, de modo que ele possa se adaptar progressivamente à mudança de temperatura.

Estabeleça uma rotina de banho e tosa

Manter uma rotina de banho e tosa é um cuidado não apenas para a saúde e bem-estar do pet, mas também para a limpeza e organização da própria casa.

Com os bichinhos devidamente limpos é possível evitar o mau cheiro dentro de casa, o excesso de pelos pelo chão e assim conseguir um ambiente apropriado para todos.

Além disso, a tosa no verão funciona como uma espécie de estratégia para dar aos animais mais comodidade, já que estando livres do excesso de pelos é mais fácil para eles enfrentarem as altas temperaturas das estações mais quentes.

Observe apenas que algumas raças não devem ser tosadas, portanto, para saber se esse é o caso do seu pet, converse com seu veterinário. Já os animais de pelos brancos que estiverem com uma tosa muito curta, podem precisar de proteção solar extra, e nesse caso, também será bom conversar com o profissional que cuida do animal a respeito dessa questão.

Cuide para que a casa não tenha pelos espalhados pelo chão

Conforme já dissemos, a tosa é uma boa estratégia também para evitar o excesso de pelos espalhados pelo chão da casa. Porém, algumas raças podem soltar muito pelo, em qualquer hipótese, com pelos tosados, ou não.

Se por acaso, essa for a situação do seu pet, vale manter a higiene constante de toda a casa, de preferência por meio do uso de um bom aspirador de pó seguido de um pano umedecido em solução de água e álcool para tirar qualquer cheiro ruim. Essa providência serve, não só para garantir a arrumação, mas também para evitar alergias e doenças respiratórias nas pessoas da família.

A escovação frequente também ajuda a retirar os pelos que já se soltaram, de modo que fiquem presos na escova e não soltos no chão de todo o espaço.

Recolha imediatamente objetos quebrados

Os bichinhos de estimação costumam estar sempre ao redor de seus donos, são muito curiosos e pegam tudo que está ao alcance. Logo, é muito importante recolher imediatamente objetos que caem no chão e se partem em pedaços menores, pois esses itens podem em um piscar de olhos ir parar na boca dos seus animais.

Para uma limpeza adequada e eficiente do local onde algo quebrou, a melhor saída é retirar o animal do ambiente, ou limitar sua locomoção para que o espaço fique totalmente livre para uma busca completa de todos os pedaços espalhados.

Essa medida garante que nenhum pedacinho vai ficar escondido por detrás de algum armário, e depois parará na boca e, posteriormente, no estômago do seu pet. Portanto, nunca deixe para recolher objetos quebrados em um momento posterior, ao contrário, recolha-os imediatamente!

Transforme o cantinho do animal em um item de decoração

É recomendado criar um espaço para o animal dentro de casa, para que nesse cantinho ele possa encontrar tudo o que precisa com facilidade. Nesse local devem estar os seus brinquedos, seus potes de água e ração. Os potes podem ser de formatos diferentes e inusitados e também podem ser da cor predominante na decoração da cozinha para manter a harmonia do ambiente.

Vale dizer que a cama do animal pode ou não estar perto dos outros itens, isso vai depender da conveniência do dono. Muitas pessoas gostam de deixar os potes de alimentação em algum espaço da cozinha, e a caminha em um setor da sala, ou do quarto.

O cômodo em si, pouco importa, o relevante mesmo é que o espaço eleito seja suficiente para acomodar o bichinho de maneira satisfatória e possua uma temperatura amena e equilibrada.

A boa notícia é que o mercado de acessórios para animais está aquecido e dispõe de uma infinidade de objetos e utensílios supercharmosos para mimar seus animais e ainda contribuir para a decoração da casa!

Sim, hoje é possível buscar caminhas e casinhas de animais com estampas e designs interessantes que podem combinar com o estilo de decoração da casa e/ou do ambiente onde estão posicionadas.

Agora que você já sabe os cuidados com cães e gatos em casa, assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades!

Comments (1)

  1. Pra ter um animal em casa tem que fazer dele , membro da familia. Meu Pepeu partiu recentemente com quase 17 anos. Pulga, carrapatos nem pensar. Boquinha sem hábito e o resto tudo normal. Foi pela idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This